Associação da construção espera vendas 2% maior em 2019

 

Pablo Santos

 Para 2019, as vendas de materiais de construção devem crescer 2,0%. A estimativa é da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Em Divinópolis, os preços dos materiais de construção continuam em queda. Dos sete itens, cinco apresentaram queda de preços no último levantamento.

Conforme os dados da Abramat, no ano passado, o faturamento do setor subiu 1,2%. O patamar ficou abaixo do projetado pela associação, que esperava crescimento de 1,5% a 2,0%.

Apesar do abaixo do projetado, o desempenho foi considerado positivo, pois interrompeu uma sequência de três anos consecutivos de retração nas vendas de materiais pela indústria.

O levantamento da Abramat também mostrou que a quantidade de pessoas empregadas pela indústria de materiais aumentou. Em 2018, o número de vagas no setor subiu 1,7%, segundo a Abramat. Já em Divinópolis, de janeiro até novembro, quase 30 vagas foram encerradas, de acordo com o Ministério do Trabalho.

 Divinópolis

 Na última pesquisa dos itens da material da construção, a maioria apresentou queda de preços em Divinópolis. O Nupec/Faced pesquisou em novembro de 2018 na cidade dezesseis estabelecimentos que comercializam materiais básicos de construção. Os itens analisados foram: cal, cimento, preço do metro cúbico da areia, preço do metro cúbico da brita e tijolo cerâmico com oito furos.

A areia grossa foi o produto com maior queda de preços no mês passado. O metro cúbico do item registrou declínio de 5,14%.

A saca de cimento de 50 quilos também apresentou redução 2,27%, de acordo com os pesquisadores.

O metro cúbico da brita também ficou entre as maiores quedas: 1,98% em novembro no comparativo com outubro.

O quarto item com retração em novembro foi a areia fina. O produto assinalou declínio de 1,98% no mês passado. Já a menor queda foi da argamassa: 0,75%, apontou o Nupec.

Comentários
×