Assinatura é o 1º passo rumo à Cidade Inteligente

Prefeito de Carmo do Cajuru assinou projeto que implantará usina solar fotovoltaica

Da Redação

O projeto Cidade Inteligente tornou-se realidade na tarde desta terça-feira, 9, em Carmo do Cajuru, com a assinatura de contrato entre a Prefeitura e o consórcio GSE Luz, que venceu a licitação única para a concessão administrativa de três serviços. 

A solenidade foi na Biblioteca Municipal José Donizete Ribeiro de Souza, com reduzido número de participantes, em razão da proibição municipal de aglomeração, devido à pandemia do coronavírus. 

Participaram, além do prefeito Edson de Souza Vilela (PSB), representantes do GSE Luz, Lin Hsin Hsin Huang e Luciana Cristina Bortolotti, o presidente da Câmara, o diretor do Escritório de Representação do Governo de Minas Gerais, Jaime Martins Filho, o diretor do Instituto de Planejamento de Gestão de Cidades (IPGC), Leonardo Santos, entre outros. 

Breve cerimônia

Respeitando a dinâmica das cerimônias públicas em tempo de pandemia, o ato foi bem objetivo e compartilhado com o público por meio de transmissão ao vivo, por meio das redes sociais. 

Conduzido pelo cerimonialista Flávio Flora, durou cerca de 46 minutos e não deixou de mencionar a presença remota dos secretários municipais envolvidos diretamente no processo e do presidente do Comitê Gestor da Parceria Público-Privada (CGP-Ccajuru), José Elísio Batista.

Antes do ato de assinatura do contrato de concessão, falaram brevemente Leonardo Santos (do IBGC), sobre o projeto inédito Cidade Inteligente e dois representantes do GSE Luz, sobre os trabalhos a serem realizados por seu consórcio e os primeiros resultados, além de Jaime Martins,  que destacou a importância da concessão, modelo para os pequenos e médios municípios do interior.

Na sequência, o prefeito Vilela e Lin Huang assinaram os documentos, dando início à esperada parceria, cujo tempo de preparação durou mais de um ano e meio e deve durar 25 anos.

Edson Vilela enfatizou os benefícios que a concessão tridimensional trará para a população cajuruense e agradeceu a compreensão de todos para o reduzido número de convidados.

Metas 

A proposta inovadora de parceria público-privada (PPP), do Executivo Municipal, estimada em R$ 58,2 milhões, foi desenvolvida pelo Instituto de Planejamento de Gestão de Cidades (IPGC), vinculado à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e à Escola de Administração Pública de Minas Gerais (Fundação João Pinheiro) e não terá custos para a Administração, sendo esse o diferencial deste plano estratégico.

Entre as metas está a instalação de 4.500 luminárias de LED, por todo o perímetro urbano e nas sedes distritais de São José dos Salgados, Bom Jesus de Angicos e Santo Antônio da Serra, para aumentar a sensação de segurança noturna e reduzir o consumo energético e a instalação de rede de dados articulados em 17 mil metros de fibra ótica para informatização total dos 35 órgãos e setores da Prefeitura, incluindo um sistema de monitoração das vias públicas por 20 câmeras de vídeo. 

Comentários
×