Assinado contrato para obras do PAC

Domingos Sávio e Galileu Machado estiveram ontem em Brasília para assinatura da autorização

Da Redação

Entre a viabilização de recursos para obras e o efetivo início, muita burocracia  e um longo tempo. Após três anos de articulação, o deputado federal Domingos Sávio (PSDB) e o prefeito Galileu Machado (MDB) estiveram ontem em Brasília para a assinatura da autorização para o início das obras do Programa de Aceleração e Crescimento (PAC). A oficialização ocorreu no Ministério do Desenvolvimento Regional. O projeto já está licitado e agora poderá ser executado.

Reunião

Durante o encontro com o ministro Rogério Marinho, o deputado federal destacou a importância de melhorias na infraestrutura dos bairros carentes da cidade.

— Nós estamos falando de uma obra inacabada. Começou o PAC Saneamento em Divinópolis e paralisou por uma série de problemas. Mas o problema maior é o cidadão lá no São Simão, Grajaú, no Jardinópolis, com poeira e barro o ano inteiro. Esse problema está sendo enfrentado e será sanado — comentou.

Na oportunidade, o ministro também destacou que o secretário nacional de Saneamento, Pedro Ronald Maranhão Braga Borges, deve visitar Divinópolis para acompanhar o início das obras. Para o chefe da pasta, a retomada do PAC Saneamento na cidade também implica na melhoria da qualidade de vida dos moradores.

Quando a gente fala de saneamento básico, a gente fala de saúde, saneamento, esgotamento, calçamento, pavimentação. Significa um ataque direto à mortalidade infantil, diminuição da pressão sobre o Sistema Único de Saúde [SUS], melhoria da produtividade do trabalhador, direito de ir e vir resgatado, valorização dos imóveis… Enfim, ações que nos orgulham — comentou Marinho. 

Recursos

Com a liberação, os bairros São Simão, Grajaú, Costa Azul, Terra Azul, Floresta, Jardim Real e Jardinópolis vão receber obras de pavimentação e construção de galerias de esgoto e rede de água pluvial.

— Serão investidos mais de R$ 16 milhões. R$ 6.366.668,96 para execução das obras de sistema de esgotamento sanitário nos bairros Jardinópolis, Floresta e Jardim Real; e R$ 9.027.370,68 para drenagem e pavimentação nos bairros Terra Azul, Costa Azul, Grajaú e São Simão — detalhou a Prefeitura.

Conforme explicou o Executivo, o programa estava paralisado há cerca de dez anos e, após a liberação por parte do Ministério Público (MP), a atual administração buscou reunir toda a documentação necessária para realizar novas licitações para desbloqueio dos recursos.

— Apesar de todos os problemas que temos enfrentado desde 2017, quando as atuais administrações assumiram, e diante a retenção de R$ 100 milhões de Divinópolis pelo Governo de Minas, não deixamos de nos esforçar para buscar recursos para cidade. Estamos trabalhando com todos os meios que temos para conseguir suprir as demandas da população. Por isso, este momento é de imensa alegria para nós e deve ser comemorado com todos os cidadãos — afirmou Galileu.

O prefeito ainda agradeceu ao parlamentar pelo empenho frente à causa.

— Eu quero dizer ao pessoal do Grajaú e da região que essa obra já está licitada. Logo que a Caixa entregar a ordem de serviço iremos começar as obras — destacou.

Persistência

Responsável pela articulação, Domingos Sávio destacou que, como o contrato estava interrompido, havia muitas complicações para Divinópolis retornar ao programa federal. Apesar das dificuldades, o deputado federal anunciou na última semana, após conversa com o ministro Rogério Marinho, a conclusão das análises técnicas e financeiras para aprovação da retomada imediata das obras.

O parlamentar esteve reunido com Marinho no dia 2 de junho, em Brasília, já durante a pandemia, solicitando a aprovação dos projetos e a consequente autorização para a retomada das obras como prioridade.

— Todo o trabalho que o Ministério do Desenvolvimento Regional solicitou foi realizado no Município e aprovado em Belo Horizonte. Em junho, os documentos chegaram em Brasília sem nenhuma outra correção a ser realizada e então fui pedir prioridade total e análise final dos documentos para que os recursos fossem liberados e as obras reiniciadas — contou Domingos Sávio.

Por fim, o parlamentar também agradeceu ao prefeito pela conquista.

— É isso que a gente quer na política. Trabalhar juntos, sem muita disputa, para população receber o benefício — finalizou.

Coment√°rios
×