Assaltante é morto após trio fazer família refém em Divinópolis

Da Redação

Um trio de assaltantes fez uma família refém na noite de domingo, 24, no bairro Tietê, em Divinópolis. Um dos criminosos foi baleado e morreu no local.

A PM chegou ao local após denúncia de que três assaltantes renderam um morador da Alameda Rio Caiapó que guardava o carro na garagem. O trio invadiu a casa e fez a família refém.

A primeira equipe policial a chegar ao local encontrou a casa trancada e notou movimentação de pessoas dentro da residência. Os policiais perceberam que os moradores aparentemente choravam e conversavam de maneira assustada, “dando a entender que estavam nervosas e realmente mantidas sendo mantidas reféns”.

Com a chegada de reforço, viaturas cercaram a casa. Quando os policiais bateram no portão e se identificaram, ouviram choros e gritos por socorro dentro da residência. Imediatamente, um dos militares arrombou o portão da frente. Um dos assaltantes segurava uma das vítimas.

Ainda segundo a PM, os policiais viram um criminoso armado e deram ordem para que jogasse a arma no chão e se rendesse. Porém, de acordo com a polícia, o assaltante se escondeu atrás de um veículo na garagem e apontou a arma para os militares.

— Neste momento, um dos militares efetuou disparos para se proteger do infrator armado, que conseguiu evadir, correndo para os fundos da residência — narrou a PM.

Após gritos de socorro, os policiais encontraram as vítimas deitadas na cozinha da residência. As três vítimas, de acordo com a PM, estavam em pânico.

Troca de tiros

No quintal da residência, os policiais encontram um dos assaltantes e, ao chegaram à porta dos fundos (porta da cozinha), foram recebidos a tiros. Conforme informou a PM, para se defenderem, os policiais revidaram aos disparos. Atingido, o assaltante caiu, mas permaneceu consciente. A arma foi recolhida e foi acionado o Samu. Ao chegar, a equipe médica constatou a morte.

Ainda segundo a PM, após encerrado o confronto, foi verificado que o assaltante, durante a fuga pelo quintal da residência, havia baleado o cão de estimação das vítimas, um yorkshire. O animal foi encaminhado ao veterinário, mas teve de ser sacrificado devido aos ferimentos.

A arma

O revólver do assaltante, calibre .38, da marca Taurus, tem capacidade para cinco munições. Todos os disparos foram realizados. Restaram no tambor da arma apenas as cápsulas deflagradas.

O revólver foi encaminhado à Polícia Civil.

A perícia técnica compareceu ao local. O corpo do assaltante, Paulo José Gonçalves, de 27 anos, foi removido pelo Serviço Municipal do Luto e seguirá para necropsia.

Os demais assaltantes — Rafael Da Conceição Silva, de 19 anos, e um adolescente de 16 anos — foram levados para a delegacia.

Comentários
×