As máscaras

Amnysinho Rachid

 

As máscaras

 

E assim tornaram item essencial, aquela coisa que, ao se levantar, depois de um banho e for se vestir com as roupas íntimas limpas, lá estarão as poderosas máscaras que já fazem parte do seu vestuário.

Na nossa infância era comum você se fantasiar de zorro e o primeiro item era ter uma máscara de tecido preto com dois buracos nos olhos e amarrada na nuca. Os cowboys nos deliciosos faroestes montavam em seus lindíssimos cavalos tendo no rosto um lenço tampando a boca e o nariz, isto sem ter esta peste no ar. Quando queríamos um ladrão, lá estava de novo o lenço e, se possível, preto, para dar mais credibilidade ao papel.

E como tudo vira moda, temos encontrado de todos os tipos nesta pandemia: máscaras pequenas, grandes, médias, de renda, strass, brocadas, desenhadas, frisadas, duas fases, pintadas à mão, silkada, com temas infantis, camuflada, estilo calcinha e muito mais...

E melhor é a turma metida à sofisticação, com o vestido e a máscara feitos do mesmo tecido e da mesma cor, ficando parecendo uma cortina andante. 

E a mulherada que usa muita maquiagem, sombra colorida, batom vermelhinho, cílios enormes e coloca a máscara clarinha por cima… Dá para imaginar o que vai virar.

E a coisa agora é assim: aposto que amanhã na rua vai ter um monte de gente com a máscara igual à que a rainha Elizabeth usou no funeral do marido ‒ pretinha básica com uma leve tirinha branca dando o acabamento.

Outro dia escutei duas amigas conversando e uma dizendo: “Você viu a máscara que ela estava usando?”, “Vi sim, linda, parecia solta no rosto”.

Agora a frase mais certa em uma cantada é aquela: “Você tem os olhos lindos” ou aquela: “Você fala através do olhar”... Sei que antigamente, quando você dizia que o sujeito era mascarado, o sentido era outro, ou quando a gente dizia “Manda o sujeito tirar a máscara”, ou melhor, “A máscara caiu”, sempre usada com os políticos.

Agora tem gente usando de todas as maneiras possíveis, no queixo, sem cobrir o nariz, pendurada na orelha, na testa, na nuca e da maneira certa cobrindo tudo.

É muito importante usar e de maneira correta as máscaras, senão elas perdem a função.

E assim continuamos esperando a vacina, usando as máscaras e se lambuzando de álcool em gel. Oremos muito...

rachidmendes@hotmail.com

Comentários
×