Arrumando a casa

 Segundo especialistas, manter a casa arrumada é um santo remédio, que deixa a mente relaxada e, consequentemente, aquela paz no coração. De acordo com Helena Torozzo, da revista Casa e Jardim, o processo de arrumação da casa só tem um começo possível: se livrar do inútil e daquilo que não faz sentido ter por perto. A japonesa Marie Kondo, por sua vez, salienta: “Limpeza visual, equilíbrio mental.”

Kondo lembra ainda que salas integradas merecem muita atenção, pois a bagunça de um cômodo pode acabar indo parar no outro, ficando à vista dos visitantes. A mesa de jantar e superfícies lisas são as primeiras ganhar aquela bagunça indesejável. Então, deve-se arranjar um lugar mais adequado para guardar chaves, correspondências e bolsas, dentre outros.

Na despensa, é bom separar os alimentos por família: grãos de um lado, liquidos de outros, além de colocar latas empilhadas, embalagens reunidas em saquinhos dentro de um cesto: assim não ficam espalhadas. Abrindo algum, caso não seja toda usada, deve-se colocar o restante em um pote. Isso impede eventuais sujeiras e protege contra a ação de insetos e da umidade.

Aqueles que possuem biblioteca em casa devem ter muita atenção: lavar as mãos antes e depois de manusear livros antigos. Sempre que possível, use luvas descartáveis e não molhe a ponta do dedo na língua para virar a página, pois o exemplar pode ter focos de fungos e bactérias. Quem já leu “O nome da rosa”, de Umberto Eco, sabe do que se trata, como salienta Christiana Lee, do Ateliê Manufatura, para acrescentar: “Abrir os volumes com frequência também evita cheiro forte ou que as páginas fiquem grudadas. Mesmo com toda as possibilidades tecnológicas de leitura, o livro físico ainda é fonte de imenso prazer”, garante.

Helena Torozzo volta à cena para salientar a importância de se manter plantas em casa, particularmente aquelas que renovam o astral do ambiente. Sugere Arruda, a mais conhecida de todas quando se fala em proteção contra o mau-olhado. O Alecrim não existe só para uso culinário. Em casa, traz proteção, sendo utilizado por diversas culturas como um amuleto. A Espada de São Jorge livra o ambiente de maus espíritos, olho gordo e energias negativas e atrai coragem para os integrantes da família.

E ainda há o Lírio da Paz. Para Helena Torozzo, essa planta atrai paz e pureza para o ambiente. Inclusive, acredita-se que ela tem o poder de eliminar pensamentos negativos, más energias de ondas eletromagnéticas dos diversos aparelhos e celulares. Para manter essa planta saudável, deve-se manter a terra sempre úmida. Como se vê, só não é feliz quem não quer.

[email protected]

Comentários
×