Araújo confirma candidatura para presidência do Guarani

Mandato do atual presidente foi prorrogado por mais 60 dias

José Carlos de Oliveira

A trajetória de Vinícius Morais à frente dos destinos do Guarani Esporte Clube seria encerrada no último domingo, 28, mas seu mandato foi prorrogado por mais 60 dias em edital assinado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Aléssio Francisco de Souza Salomé.

Novo prazo para que novos sócios conselheiros se inscrevessem, tornando-se aptos a concorrer a um cargo no conselho diretor, também acabou prorrogado e terminou apenas ontem. Agora, todos que têm inscrição em dia estão aptos a disputar a eleição no clube, que a princípio deve ocorrer apenas em setembro.

Com a prorrogação, o mandato da atual diretoria vai até o dia 28 de agosto, que também seria a data limite a nova eleição no Alvirrubro do Porto Velho, mas que somente deve acontecer mesmo em setembro, mês do aniversário de 90 anos do clube.

Primeiro candidato

Faltando pouco tempo para que chapas sejam anunciadas para a disputa da eleição, nomes já começam a ser lançados como candidatos para comandar o Bugre nos próximos dois anos, biênio 2021/22, com possibilidade de reeleição por mais dois anos, até 2024. 

Até aqui, único fato acertado é que a atual diretoria encerra neste ano seu ciclo à frente do Alvirrubro ‒ só não está ainda definido se Vinicius Morais apoiará um provável sucessor.

O primeiro nome a confirmar pretensão de concorrer à presidência do Guarani é o de Nivaldo Batista, o Araújo, que por mais de duas décadas defendeu o Bugre nos gramados, e como atleta foi formado nas categorias de base do próprio clube.

Araújo confirmou que será candidato e até já tem alguns nomes para compor sua chapa, que no momento oportuno serão divulgados.

— Mas são pessoas que se interessam pelo projeto e querem ver novamente um Guarani forte, dentro e fora dos gramados — garantiu.

Trajetória 

Araújo vestiu a camisa bugrina por 26 anos e conhece bem o que acontece dentro das quatro linhas e a cobrança que vem das arquibancadas, com uma torcida sempre presente e exigente. Além de jogador, ele esteve presente nas últimas cinco gestões do clube, como membro do seu Conselho Deliberativo.

Principais metas

O ex-zagueiro e agora candidato a dirigente do Guarani adiantou que suas metas são ambiciosas e que a ideia é ter um clube ainda mais fortalecido e unido, em campo e na direção.

Estão na pauta da plataforma do candidato, a ser lançada em breve para a torcida e imprensa, vários assuntos de interesse dos torcedores, entre eles:

  • Fortalecimento da instituição;
  • Internacionalização da marca;
  • Busca por patrocinadores fortes;
  • Profissionalização da gestão;
  • Parcerias com clubes da região;
  • Saneamento financeiro;
  • Futebol durante toda a temporada;
  • Esportes especializados para Divinópolis.

 

Comentários
×