Apreensão de armas aumenta na região Centro-Oeste em 2018

 

Gisele Souto

As apreensões de armas de fogo em Divinópolis e região seguem a todo vapor em 2018. Se os números do ano passado, quando foram apreendidas 553 no primeiro semestre nos municípios que compreendem a 7ª Região da Polícia Militar (7ª RPM), neste ano os comandos da PM têm motivos para comemorar. Nos dois primeiros meses deste ano até a última segunda-feira, 12, foram apreendidas pela 7ª RPM 217 armas contra 178 no mesmo período do ano passado. Aumento de 21,07% nos 50 municípios.

Já em Divinópolis e nos cinco municípios subordinados ao 23º Batalhão da Polícia Militar (23%) são 58 em 2018 contra 49 de 2017. Crescimento de 18,37% nas seis cidades.

Os calibres são os mais diversos. Vão de .40 até as de uso restrito. A PM explica que algumas muito restritas aos grandes centros também são aprendidas por na cidade e região.

Queda 

A Polícia Militar ressalta que a intensificação das operações adotadas é uma diretriz do comando da 7ª Região, como a “Saturação” e outras implantadas em todas as unidades da região. Afirma que essas investidas resultam não somente na apreensão de armas, mas também de drogas. O assessor de comunicação da 7ª Região, major Jocimar Lúcio dos Santos, conta que a retirada das armas das ruas diminui muitos crimes como homicídios e assaltos. Ele revela que a maioria delas apresenta ligações com a criminalidade e tem numeração raspada.

— Quanto mais se procura, mais se acha. Por isso a intensificação das ações vem trazendo resultados positivos. Podemos afirmar que o bom resultado dos números são méritos de nossa ações, mas com grande contribuição da comunidade, que tem denunciado — completa.

O major ratifica a importância das denúncias por meio do 190 e 181, já que o sucesso investidas policiais resulta na tranquilidade da população, pois quanto mais tira armas e criminosos das ruas, mais há a possibilidade na redução dos crimes. 

 

Comentários
×