Após furto, unidade de saúde fica sem doses de vacina

Aplicação de imunizações foi suspensa por tempo indeterminado; computadores também foram levados

Matheus Augusto

Um crime no posto de saúde do bairro Niterói no último fim de semana prejudicou o atendimento da população. Segundo a Polícia Militar (PM), sete CPUs foram levados durante o furto. Além disso, 419 doses de vacinas perderam a validade, após os criminosos desligarem o local onde o material era guardado. Com isso, a vacinação na unidade foi suspensa por tempo indeterminado. De acordo com a Prefeitura, está sendo analisada a possibilidade da transferência de vacinas de outras unidades para equilibrar a situação.

Crime

Segundo a PM, os militares foram acionados às 6h50 de ontem, quando funcionários, ao chegarem ao local, constataram o ocorrido.

No local, esta equipe identificou o rompimento do obstáculo realizado pelos autores, eles romperam a grade de metal que integra a janela que dá acesso à sala de vacinas, sendo desligadas as duas câmaras frias com todo o estoque de vacinas. Além do dano mencionado, foram subtraídos sete CPUs — detalhou a polícia.

Os suspeitos ainda desligaram o fornecimento de energia, prejudicando o fornecimento de vacinas.

Com o desligamento da energia, o estoque de vacinas foi perdido — informou ainda a PM.

Os militares também informaram que não há câmeras disponíveis no local e, por isso, ainda não é possível precisar quantos indivíduos participaram do crime nem quando ele ocorreu.

No local, não há câmeras. Uma casa vizinha possui, porém exibe imagens somente em tempo real — afirmou.

No local, os militares encontraram duas ferramentas, um tipo cegueta e um alicate turquesa, e uma blusa de malha.

Comentários
×