Após atingir maior valor da história, preço da refeição cai

 

Pablo Santos 

Depois de atingir o valor mais alto da história em junho, o preço médio da refeição por quilo em Divinópolis caiu em julho. Levantamento divulgado pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas (Nupec) da Faced revela uma ligeira retração suficiente para quebrar a sequência de alta do valor do self-service na cidade.

A pesquisa de custos com alimentação fora de casa realizada em Divinópolis foi coletada no período de 5 a 15 de julho em 20 restaurantes da cidade.

Foram avaliados os valores médios pagos pelas refeições em estabelecimentos comerciais que trabalham com prato feito, self-service e comida sem balança.

Em junho, o valor da refeição com passagem pela balança estava contado a R$ 42,12, em média. No mês passado, a pesquisa do Nupec revelou uma pequena retração de 0,97% e o quilo da refeição na cidade passou para R$ 41,71, em média.

Custando R$ 42,12 em junho, a refeição por quilo registrou o maior valor da história.  Apesar da queda em julho, o valor atual do self-service é o segundo maior preço apurado pela pesquisa do Nupec.

De acordo com o levantamento, é possível encontrar a refeição por quilo a R$ 29,90 no menor valor e, no maior, chega a R$ 49,90.

Ainda de acordo com o levantamento, quando se compara a média de preço de julho deste ano com o mesmo período de 2017, foi registrada alta de 2,75%. Em julho do ano passado, a comida por quilo estava cotada a R$ 40,59, apontou a pesquisa.

PF e sem pesagem 

Dois tipos de refeição estão com preços estabilizados nos últimos dois meses. Para comer a vontade, o divinopolitano, paga em média, R$ 11,33.  A refeição sem passar pela balança é encontrada de R$ 7 a R$ 15,99.

No ano passado, neste mesmo período, o valor era menor: R$ 9,97. 

O Prato Feito também mantém os preços sem alterações. Segundo a pesquisa, PF é cotado a R$ 12,33, em média. No ano passado, PF estava custado nos restaurantes da cidade R$ 11,98. O PF pode ser encontrado de R$ 9 a R$ 18.

 

Comentários
×