Aplicativos da Copasa e da Cemig buscam facilitar atendimento

 Da Redação

 Órgãos do Governo do Estado têm investido em aplicativos na tentativa de facilitar o acesso do cidadão a serviços públicos. Alguns exemplos são as iniciativas da Copasa, da Cemig e da Polícia Civil.

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais disponibiliza, desde junho deste ano, o aplicativo Copasa Digital para tablets e smartphones. O objetivo é viabilizar acesso rápido e seguro a diversos serviços, conforme divulgou a Copasa.

Por meio do aplicativo, os usuários podem acessar a segunda via da conta de água, receber contas por e-mail, informar vazamentos de água e/ou de esgoto, tratar de informações sobre falta d’água, fazer atualização cadastral, obter certidão negativa de débito e acessar o histórico de consumo dos imóveis. Mesmo quem não é cliente da Copasa poderá usar o aplicativo para entrar em contato com a companhia, como, por exemplo, para informar ou pedir informações sobre vazamentos.

Além do aplicativo Copasa Digital, os clientes podem obter informações e serviços a distância pela Agência Virtual, no site da empresa: www.copasa.com.br.

 Cemig Atende

 Já o aplicativo Cemig Atende registrou mais de 1 milhão de atendimentos em 2016. Ao todo, são oferecidos 17 serviços ao cidadão.

Disponível para smartphones e tablets, com diversos serviços nos sistemas Android, IOS e Windows Phone, a plataforma disponibiliza consulta à segunda via de contas, visualização de histórico de faturamentos, além de permitir ao consumidor informar a leitura de medidores e realizar o pagamento de faturas.

Os principais serviços solicitados pelos consumidores da Cemig são consulta de débitos, visualização de segunda via de fatura, falta de energia, acesso ao histórico de contas, envio de leitura e consulta aos protocolos.

Há ainda o serviço de Pagamento Mobile, em parceria com o Bradesco. Clientes do banco podem pagar as faturas de energia pelo aplicativo da Cemig.

Além do aplicativo, a Cemig mantém outros canais de contato - (www.cemig.com.br), Facebook (@cemig.enregia), Telegram (@cemibot), Ligue 116 ou 0800-7210116 (em outros estados).  O consumidor também pode ser atendido via SMS, através do número 29810.

Acesso à segurança pública 

O aplicativo da Delegacia Virtual propicia ao cidadão o registro de ocorrências de acidente de trânsito sem vítimas pelo celular. O objetivo é reduzir o fluxo de pessoas nas delegacias, conforme divulgou a Agência Minas.

O recurso pode ser usado para o registro de várias modalidades de ocorrências: acidentes de veículo sem vítimas, perda e extravio de documentos, perda de objetos pessoais, notificação de desaparecimento ou localização de pessoas e registro de danos simples, como danos a patrimônio privado, destruição de bens, depredações e pichações.

Após o envio dos dados ao sistema, a ocorrência é triada. Em até 15 minutos, é emitida uma mensagem, informando o número do Registro de Evento de Defesa Social (Reds), bem como a forma de acessá-lo no site do Sistema Integrado de Defesa Social (Sids) para imprimi-lo.

Uma equipe de policiais e analistas trabalha em esquema de plantão na sede da Superintendência de Informações e Inteligência Policial (SIIP), atuando 24 horas na triagem dos registros recebidos.

Nos casos de acidentes, o documento pode ser usado também para acionamento da seguradora. O documento serve também para a  comprovação de extravio de documentos, entre outros fins.

Outra forma de acesso à delegacia pode ser feita no endereço (delegaciavirtual.sids.mg.gov.br). A Delegacia Virtual tem links de atalho também nos sites da Polícia Civil de Minas Gerais (www.policiacivil.mg.gov.br) e do Detran (www.detran.mg.gov.br).

O registro de ocorrências na Delegacia Virtual é feito por meio do preenchimento de formulários que são apresentados, gradativamente, na tela.

 

Comentários
×