Anvisa autoriza estudo da maconha em Divinópolis

Rafael Camargos

O uso da maconha e a discussão sobre a legalização são assuntos polêmicos no Brasil. A droga mais consumida no país é tida por muitos como o mal do século, porém uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de São João Del Rey (UFSJ), campus Dona Lindu em Divinópolis começou a analisar a maconha. A instituição foi a primeira a conseguir uma autorização em nível nacional junto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o cultivo de células e tecidos da planta.

O projeto é tema da tese de doutorado da aluna do programa de Pós-Graduação em Biotecnologia, Alessandra Moraes Pedrosa, orientada pela professora Ana Hortência Fonseca Castro e tem como finalidade a obtenção de canabinoides que podem ser utilizados no tratamento de doenças como epilepsia refratária esclerose múltipla, e outras relacionadas ao sistema nervoso.

Os professores Joaquim Mauricio Duarte Almeida e Vanessa Cristina Stein estão cultivando espécies de Cannabis em laboratório visando à obtenção de compostos biologicamente ativos. O início das pesquisas só foi possível mediante a autorização judicial e a colaboração do delegado Regional da Polícia Civil Leonardo Pio, que fez a doação de sementes apreendidas na região.

Pesquisa 

De acordo com a professora Vanessa Cristina Stein, alguns detalhes da pesquisa não podem ser divulgados. — Não podemos dar muitos detalhes da pesquisa porque estamos aguardando um posicionamento da Anvisa sobre os dados. Mas em breve falaremos sobre o assunto — comentou.

Para o delegado regional, o projeto pode contribuir para o avanço da medicina.

—A Polícia Civil acredita e apoia o projeto, mesmo porque ele que pode contribuir substancialmente para o avanço da medicina. Aquela substância que seria em princípio destruída será usada e as sementes dela serão extraídas, e subsidiará a pesquisa feita pelos técnicos e especialistas da UFSJ. A polícia Civil continua apoiando outros projetos sejam eles no ramo da pesquisa ou dos de qualificações de policiais — fomentou o regional.

 

Comentários
×