Ano começa com aumento em tarifas

Da Redação

O ano começou com os já tradicionais acréscimos das tarifas de transporte urbanos e intermunicipais. Os reajustes nos preços das passagens intermunicipais tiveram aumento de 8,89%, e foram publicados no Diário Oficial de Minas Gerais do último dia 29.

Segundo o Governo de Minas, o acréscimo anual, previsto no Decreto 44.606/2007 e nos contratos de concessão para a prestação do serviço, visa à correção da defasagem dos valores das tarifas ocorridos nos 12 meses antecedentes, considerando a variação dos preços dos insumos, tais como combustíveis, peças de reposição, manutenção, depreciação do veículo, tributos, remuneração da mão de obra, entre outros. Assim, a passagem entre Divinópolis e Belo Horizonte, no convencional, passou a custar R$ 46,65, e no executivo subiu para R$ 54,25.

Taxa embarque

Após cinco anos sem reajuste, o valor da taxa de embarque cobrada no Terminal Rodoviário Joaquim Lara, aqui em Divinópolis, também sofreu correção desde 30 de dezembro, mas manterá como referência os custos praticados nos terminais de municípios do mesmo porte de movimentação, como nos casos de Sete Lagoas e Uberaba. A nova tarifa varia de acordo com a distância da cidade de destino. Municípios mais próximos tem valor menor.

Num raio de 50 quilômetros a partir de Divinópolis, a taxa de embarque passa a ser de R$ 2,15. Acima de 50 quilômetros, R$ 3,15.  Interestaduais, o valor é de R$ 3,80. A utilização de sanitários é de R$ 1. A tarifa do estacionamento também foi corrigida. A permanência por até 12 horas no Terminal, já incluídos os serviços de embarque e desembarque, é de R$ 16,50. Para cada hora de permanência, acima das 12 horas, será R$ 1,70.

O valor arrecadado, segundo a Prefeitura, é utilizado na manutenção do Terminal e foi definido através de planilhas de custos elaboradas e verificadas pela Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Segurança Pública (Settrans). O último reajuste foi autorizado em 2014, referente ao ano de 2015. A gestão do Terminal é terceirizada, através de licitação pública. A atual gestora, a Empresa Irmãos Teixeira, tem contrato com o Município até 2023. Em Divinópolis, o movimento médio mensal registrado é de 32 mil passageiros.

Salário mínimo

Diante de tantos reajustes, o novo salário mínimo, no valor de R$ 1.039, entrou em vigor no dia 1º de janeiro. O acréscimo representa um aumento de 4,1%, já que o antigo era de R$ 998.

Acréscimo este que, para muitos, não significou muita coisa e ainda é considerado baixo, diante da elevação dos preços de produtos e serviços no país. O aumento não cobre os gastos do dia a dia do consumidor brasileiro, que viu o gás de cozinha ter alta de 6,6 % durante o ano, sem falar no preço do diesel, que teve aumento de 5% em igual período, além da gasolina. Segundo estudo divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos (Dieese) o salário mínimo ideal seria de R$ 4.021,39.

— O novo valor do salário mínimo foi efetivado sem o aumento real, que é ser corrigido acima da inflação. Assim, o trabalhador brasileiro saiu mais uma vez perdendo — avaliou o economista Leandro Maia.     

Comentários
×