Anjinhos

Anjinhos

 Anjinho da Guarda,

 Doce companhia,

 Protegei nós todos,

 De noite e de dia.

 Santo anjo do Senhor,

 Meu zeloso guardador,

 Já que a ti me confiou

 A piedade divina,

 Sempre me rege e guarda,

 Governa e ilumina...

 *****

Antes da oração ao Divino Espírito Santo ou ao Papai do Céu, a primeira oração do dia era para o infalível Anjinho da Guarda, sempre presente e atento. E era a catequista dona Rosinha Militão quem acompanhava, a ver se os ensinamentos no Catecismo estavam sendo obedecidos e valendo… E sempre dava certo.

Por isso me lembrei dele para proteger nosso Brasil, que passa pelo risco de ser vilipendiado e humilhado de voltar a ter como governante uma pessoa que até fora expulso do comando de nossa terra onde já havia sido esperança e alegria, mas que depois se entusiasmou com o poder e estava querendo voltar para o comando de nossa Pátria amada Brasil.

Socorro, anjinho! Guarde nossa terra de ser novamente estuprado por um aventureiro e que deu certo até ser descoberto! Bem que ele queria voltar depois de férias forçadas por algum tempo. Pobre coitado! Ele já tivera umas férias forçadas, e estava com saudade da Corte. Ele se esqueceu de que existe outro modo de descansar das agruras desta vida até se recuperar da cadeia de experiências nefastas de que fora vítima. Quem sabe? 

Anjinho da Guarda, doce companhia, protegei o Brasil de noite e de dia... E nos livre de más intenções que querem voltar. Quem sabe, se houver devolução de tudo que colecionou...

Esperamos , quem sabe, que volte uma lava-rato mais eficaz para higienizar a área?

Anjinho da Guarda, doce companhia, protegei nossa terra de noite e de dia!

************************************* *************************************

Reparem na arte que encima a página: nas minhas andanças, é a primeira que vejo anjinho exibindo o pipiuzinho... Sem vergonha... 

____________________________________________________________

 Livros - presente

***Circulando na cidade, adjacências e mais além, o livro em três volumes : “Divinópolis História e Memória”. A obra consta de três volumes alentados e tem como organizadores Leandro Pena Catão, João Ricardo Ferreira Pires e Batistina de Sousa Corgozinho.

 Outros nomes de igual destaque se agregam à obra, uma vez que se somam variedade de assuntos abordados.

 Não tínhamos ainda em Divinópolis produção desta abrangência. Destaque à parte, a ilustração, que dispensa adjetivação tal a riqueza e beleza.

É uma obra para marcar e registrar e ler com entusiasmo e orgulho.

 

***O idoso à anela e a goiabeira em flor

 Absorto pelo vento

Através da árvore 

 

Pensamento de passarinho

Conchegado entre pétalas

 

Silêncio que nem 

Veludo macio

 

O mundo muito maior 

Perante um segundo

Daquele olhar iluminante 

Aspergindo-se na goiabeira

 Carlos Antônio Lopes Corrêa

 



Comentários
×