Amazing Grace

Augusto Fidelis

Há no cancioneiro norte-americano uma música chamada “Amazing Grace”, de Chris Tomlin, que pode ser traduzida como graça incrível ou graça maravilhosa. Essa canção, ou melhor, esse hino é popularíssimo no mundo inteiro e, nos Estados Unidos, é obrigatório nas celebrações do Dia Nacional de Ação de Graças.

A última estrofe de “Amazing Grace” assim diz: “A terra em breve se dissolverá como neve, o sol se absterá de brilhar. Mas Deus, quem me chamou aqui em baixo: será para sempre meu”. Estas palavras me parecem proféticas, pois, por lá, a terra começou a se dissolver. Apesar do seu poderio econômico e militar, o país é afetado pelo “deep state”, o que quer dizer Estado profundo ou paralelo, formado pelo sistema que trabalha na implantação da Nova Ordem Mundial. Os ricos estão cada vez mais bilionários, enquanto a pobreza avança a passos largos.

As redes sociais, que fazem parte do esquema, não se intimidaram em censurar o presidente Donald Trump, e não foram punidas. A constituição americana, tão invocada quando se trata da liberdade de expressão, foi totalmente ignorada pelos bilionários midiáticos. Na verdade, Trump era um entrave à implantação da Nova Ordem Mundial, que tem como bandeira a seguinte pauta: implantar um governo planetário, criar uma moeda única, um único salário para os trabalhadores independentemente da condição dos países, abolição das fronteiras nacionais e, sobretudo, uma única religião sem Cristo, este sob ataque diário.

Anualmente, quando se aproximam datas importantes do cristianismo, como Natal e Páscoa, as grandes empresas de comunicação se arvoram em apresentar uma programação cujo conteúdo tem a função de aviltar a imagem de Cristo. A mídia usa e abusa das mensagens subliminares para incutir e fixar na mente das pessoas tais ideias. Até líderes religiosos, conscientes ou não, trabalham na destruição do cristianismo, que é a base da cultura ocidental.

Enquanto os abutres da Nova Ordem Mundial trabalham na implantação dos seus planos maquiavélicos, o Covid-19 se encarrega da parte mais importante por agora, ou seja, diminuir a população mundial, enfraquecer os governos e destruir as economias. Segundo o Cardeal Iniguez, da cidade de Guadalajara, no México, a qualquer hora, a humanidade pode ser surpreendida com nova pandemia, esta de varíola. Bill Gates, um dos arquitetos da Nova Ordem Mundial, que quer diminuir a população do planeta, é sócio de um laboratório dos Estados Unidos, onde esse vírus é cultivado em larga escala. Em meio a tudo isso, realmente, manter-se vivo é uma graça maravilhosa.

augustofidelis1@gmail.com

Comentários
×