Alunos e professores de escolas públicas podem conhecer a Fazenda Boa Esperança

Da Agência Minas

A Fazenda Boa Esperança, em Belo Vale, região central de Minas, oferece a estudantes, professores e visitantes uma experiência educativa interessante, com a oportunidade de aprender sobre história e cultura. Em recente excursão, cerca de 40 estudantes de uma escola pública da região e dez educadores do município de Jeceaba (Região das Vertentes), por exemplo, visitaram o bem cultural tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG).

— Visitamos a Fazenda Boa Esperança com o intuito de rever a riqueza histórica do local, para poder passar aos alunos a importância desse resgaste cultural. Aprendi muito nessa visita e espero compartilhar em sala de aula o conhecimento adquirido — conta a supervisora da Escola Municipal Zuleika Halfed de Albuquerque, do município de Jeceaba, Ana Paula Rocha. Junto a outros educadores, ela participou do projeto “Encontro com Educadores”.

Tombada também pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Fazenda Boa Esperança  foi um dos mais importantes estabelecimentos rurais da região e por lá se hospedaram  personalidades ilustres, incluindo o imperador Dom Pedro II.

Conduzido pela professora Neima da Silva Teixeira, o grupo de alunos da Escola Municipal Maria Pereira Mendes, de Belo Vale, também visitou a fazenda, e conheceu a parte interna da edificação, incluindo a capela e toda a área externa do monumento. Ao final da visita, os alunos deram um abraço coletivo na centenária sapucaia, que fica em frente à fachada principal.

Para a professora Neima, é essencial contar a história da Fazenda Boa Esperança para as crianças.

— Por se tratar de uma fazenda histórica de grande importância construída no século 19, localizada no nosso município, os alunos não podem ignorá-la. Trata-se de um monumento histórico, desde bem cedo é fundamental que eles conheçam esse patrimônio e o valorizem — salienta.

— O grande gatilho do professor é o compromisso de não deixar que um patrimônio tão importante se perca por falta de conhecimento da sociedade — completa.

As visitas escolares e os encontros com educadores, realizados pelo Iepha-MG, em parceria com a Appa – Arte e Cultura, acontecem às sextas-feiras, e devem ser agendados pelo e-mail fbe.educativo@appa.art.br ou pelo telefone (31) 3224-1919. Ônibus e lanche são fornecidos gratuitamente aos participantes.

Com inauguração de exposição e projeto educativo, a Fazenda Boa Esperança está reaberta para visitação pública. O bem cultural recebeu, entre 2017 e 2018, restauração arquitetônica e estrutural em sua sede. Visitas livres também acontecem de quinta a domingo.

História

Segundo registros históricos, a construção da Fazenda Boa Esperança teria começado entre os anos de 1760 e 1780, com sua inauguração ocorrida possivelmente em 1822. Durante o período em que pertenceu a Romualdo José Monteiro de Barros, o Barão de Paraopeba, foi elemento central de um complexo produtivo que abarcava outras propriedades, também da família Monteiro de Barros. 

Crédito: Acervo Iepha-MG

Além da produção agrícola, que contribuía para o abastecimento não apenas do Vale do Paraopeba, mas também de Ouro Preto e de Barbacena, eram produzidos fios, roupas e ferramentas que a tornavam autossustentável.  De acordo com relatos, os escravos que viveram na fazenda e seus descendentes teriam dado origem a pequenas comunidades no entorno, entre elas a Boa Morte e a Chacrinha dos Pretos.

A Fazenda Boa Esperança foi adquirida pelo Governo do Estado de Minas Gerais em 1974 e constituiu o patrimônio de fundação do Iepha-MG. Em 1959, a Diretoria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, hoje, Iphan, já havia reconhecido a propriedade como importante patrimônio histórico, realizando seu tombamento. Em 1975, coube ao Iepha-MG fazer o tombamento estadual, em busca de preservar o registro histórico do modo de vida das sociedades rurais do período colonial brasileiro.

Com a revitalização, o espaço passa a compor o circuito de equipamentos culturais da região do Vale do Paraopeba. 

Serviço:

Visitas escolares à Fazenda Boa Esperança
Data:
 às sextas-feiras
Agendamentos: fbe.educativo@appa.art.br ou pelo telefone (31) 3224-1919

Comentários
×