ALMG reconhece estado de calamidade em mais 19 cidades mineiras; Carmo do Cajuru é incluída

Da Redação

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) reconheceu nesta quarta-feira, 12, estado de calamidade pública em mais 19 cidades do estado em razão da pandemia causada pela covid-19. No Centro-Oeste, foram incluídas Carmo do Cajuru e Ibituruna. As outras localidades adicionadas à lista são: Rio Piracicaba (região Central); Luislândia e Urucuia (Norte de Minas); Andradas, Campestre, Delfim Moreira, Itamonte, Monte Sião e Olímpio Noronha (Sul do estado); Galiléia (Vale do Rio Doce); Caparaó, Chiador e Muriaé (Zona da Mata); Unaí (Noroeste); e Jacinto, Ouro Verde de Minas e Rio do Prado (Jequitinhonha/Mucuri).

Carmo do Cajuru, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2019, possui 22.478 habitantes. A vizinha de Divinópolis conta, até esta quinta-feira, 13, com 88 casos confirmados e quatro mortes por coronavírus. As informações são da Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Minas Gerais.

Com a aprovação, as prefeituras obtêm o direito de suspensão de prazos e limites referentes a despesas com pessoal e dívida pública fixados pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Dos 853 municípios mineiros, 471 já estão em estado de calamidade reconhecido pelos deputados estaduais.

 

Comentários
×