Alago e Furnas lançam projeto de recuperação de nascentes

Da Redação

A Associação dos Municípios do Lago de Furnas (Alago) e Furnas Centrais Elétricas S/A lançam, nesta sexta-feira, 17, o Projeto “Nascentes de Furnas”. A iniciativa busca assegurar a disponibilidade de recursos hídricos de rios que abastecem o Reservatório da Usina Hidrelétrica de Furnas, bem como apontar novas diretrizes quanto à adaptação às mudanças climáticas. O projeto será lançado a partir das 9h, no município de São José da Barra. As informações são da assessoria de comunicação da associação.

As ações, que incluem cercamento, reflorestamento, fiscalização e desassoreamento de nascentes, terão início em dezembro deste ano e seguirão até dezembro de 2018. Os trabalhos serão realizados nos 40 municípios do entorno do Lago de Furnas, localizados nas regiões Centro-Oeste, Sudoeste e Sul de Minas.

O projeto pretende contribuir para o aumento da vazão disponível para captação nas nascentes, reduzindo o risco de escassez de água nos municípios localizados no entorno do lago.

– Além disso, o projeto vai possibilitar a redução do risco de contaminação e, claro, melhoria da qualidade e quantidade da água disponibilizada para uso nas propriedades sediadas em áreas rurais – destacou o secretário executivo da Alago, Fausto Costa.

– Precisamos impulsionar e assegurar o incremento na qualidade ambiental das propriedades rurais através do incentivo ao reflorestamento e, isso se faz com ações de conscientização junto à população rural, que logo percebe os benefícios da implementação de processos de proteção de nascentes, as quais estão situadas na área rural. Ações nesse sentido demarcam a preocupação quanto ao tratamento contínuo da água captada – completou.

Mais de 90% da geração de energia em Furnas é proveniente de suas usinas hidrelétricas, o que, segundo a Alago, demonstra a importância da manutenção das bacias de rios afluentes do lago, como o Rio Grande e o Rio Sapucaí.

Projeto

O projeto será implantado nos municípios do entorno do Lago de Furnas e que integram a Alago.  Fazem parte do projeto 400 nascentes que já foram incluídas na primeira etapa de execução. As ações de reflorestamento, controle de erosão, entre outras, vão contribuir, segundo a associação, para o aumento no volume de águas nos cursos d’agua que atendem as captações para abastecer a população da região e também aumentar as águas dos rios que alimentam o Lago de Furnas. A iniciativa pode ser expandida em uma segunda etapa.

O lançamento do projeto ocorrerá no Centro de Treinamento de Furnas - rua Guapé (em frente ao Posto da Polícia Militar – Sede da Usina de Furnas), em São José da Barra.

Comentários
×