Agora vai?

José Carlos Oliveira 

Com novo presidente, Robson Luiz de Camargos, em substituição ao ex-zagueiro Araújo, que renunciou ao cargo para fazer um tratamento de saúde, o Guarani passa a partir desta semana a viver um novo tempo, dentro e fora das quatro linhas. No futebol de momento, apenas a base é notícia, mas muitas novidades devem pintar por aí nas próximas semanas, com novos ares já sendo respirados pelas bandas do Farião.

Apoio político

Grande nome da política de Divinópolis nas últimas eleições, o deputado estadual Cleitinho Azevedo, que conseguiu eleger o irmão Gleisson como prefeito e o outro Eduardo, a vereador, abraçou de vez a causa do Guarani, e em leve pelo instagram do clube, ao lado do presidente Robson, garantiu que a cidade vai abraçar de vez o Bugre e ajudar na retomada do clube ao lugar de onde nunca deveria ter saído.

Novos tempos

E se todas suas palavras se concretizarem em realidade, o ano de 2021 e os que estão por vir, serão decisivos para enfim o Guarani tirar o pé do atoleiro e se firmar de vez como um dos grandes clubes do interior de Minas, algo que sempre foi (em nome), mas que não via esta grandeza sendo reconhecida por empresários e políticos da cidade. 

Agora, com o apoio declarado do deputado, a esperança de toda a nação alvirrubra é que esta história mude de uma vez por todas, e o Bugre venha a ser realmente abraçado e valorizado por todos os divinopolitanos.

Eu acredito. Sou Guarani e não desisto nunca.

Comentários
×