Agora não

Marco Aurélio Braga 

Bastidores políticos sondaram a possível criação de uma chapa para ocupar a Prefeitura de Divinópolis liderada por Manoel Brandão, presidente da OAB por aqui, com a possibilidade de Elis Regina Guimarães, superintendente-geral do Complexo de Saúde São João de Deus, dois nomes fortes que, para este pleito, não concretizaram a participação.

Livro

Adélia Prado faz parte do livro “Literatura mineira: trezentos anos”, organizado pelo professor Jacyntho Lins Brandão, da Faculdade de Letras da UFMG. Com ensaios ora panorâmicos, ora temáticos, em que se desenha “um amplo e detalhado painel de épocas, gêneros, tendências e escritores”, o livro celebra o aniversário de 300 anos da criação da Capitania das Minas Gerais, oficializada por carta régia do rei D. João V, de 12 de setembro de 1720. “A literatura mineira tem como marca a diversidade. Foi essa perspectiva que norteou a organização deste volume”, explica Jacyntho na introdução da obra. O volume foi estruturado em duas partes. Na primeira, em 16 estudos de natureza mais geral, vários autores abordam o romance, a poesia, a crônica, a crítica e o teatro mineiros, as literaturas feminina, negra, indígena e infantil produzidas no estado e temas como o modernismo e os grupos literários – tudo sempre à luz da mineiridade literária, seja ela entendida como um dispositivo topográfico objetivo, seja analisada como dispositivo cultural mais subjetivo e simbólico. Na segunda parte, o livro contém textos dedicados a Adélia Prado e outros 13 autores mineiros.

Boa notícia

Recentemente foi criada a Comissão de Cuidados Paliativos no Complexo de Saúde São João de Deus, com a participação de Alexandre Ernesto Silva, que atua na assistência aos pacientes oncológicos internados na instituição; Nayara Gonçalves, geriatra e paliativista; Tatiana Moreira, intensivista e paliativista; e a enfermeira paliativista Carolina Elói Miranda. A proposta visa transformar a vida dos pacientes, familiares e toda a equipe que os assiste, garantindo não só o apoio emocional, mas principalmente aliviando os sintomas que tiram a oportunidade de aproveitar cada instante.

Na rede

O apresentador global Luciano Huck foi alvo de piadas nas redes sociais após toda a situação envolvendo o divinopolitano Ricardo Nunes, fundador da rede varejista de eletrodomésticos Ricardo Eletro, que está sendo acusado de sonegação de impostos e lavagem de dinheiro e foi um dos grandes patrocinadores do programa de Huck. Os usuários do Twitter não perdoaram e fizeram vários posts na web zoando o comunicador:  “Vi que você apagou as fotos com o Ricardo Eletro. Tá tudo bem?”. Com toda essa polêmica, ele ficou entre os assuntos mais comentados da rede social.

Política

Nesta semana, o bispo diocesano dom José publicou no site da Diocese que um “candidato sério e confiável ao Executivo Municipal (prefeito) ou Legislativo Municipal (vereador) precisa estar comprometido com algumas causas: com o pacto pela vida e pelo Brasil (parceria e proximidade das instituições no diálogo, na solidariedade e no cuidado de todos e de todo o país); com políticas públicas (e não simplesmente produção de leis); com a ecologia integral (todas as formas de vida no planeta, começando e priorizando a vida humana); contra toda e qualquer forma de intolerância (religiosa, política, ideológica...);  com a proteção e cuidado da vida humana, desde o ventre até a morte natural. Quem está na contramão destas causas não passa no crivo do Evangelho e da Doutrina Social da Igreja”.

 

Comentários
×