AGENDA 18

 BLOCO DE MODA  

Wagner Penna 

 

A agenda 2018 da moda mineira já está cheia. Explicando: a partir de janeiro algumas grifes de pronta-entrega já realizam seu lançamento de inverno (na segunda quinzena), iniciando o processo que segue em fevereiro (com pausa para o Carnaval, dia 20) e termina em março – todos com lançamentos para o frio. Em abril, já começam os desfiles com o verão 2018, durante a Minas Trend (que vende através de pedidos), e segue com a pronta-entrega até agosto. Sem contar as coleções-cápsula que mostram novidades, semanalmente, nas confecções.   

 SINAL VERDE    

Chegamos ao último mês do ano e, parece, todos estão sãos e salvos das agruras econômicas que se anunciavam até há pouco tempo. Senão todos, pelo menos alguns não tem do reclamar. O povo da moda, por exemplo, acabou fechando a temporada com bons resultados – já que as vendas esquentaram a partir de agosto. E, ao que tudo indica, vai continuar quente em 2018 – a menos que a turma que quer ver o país no vermelho consiga atrapalhar as coisas. O que interessa é que conseguimos vencer uma etapa dificílima, tivemos alguns avanços na modernização do país (vide nova lei trabalhista), os empresários voltaram a investir e os empregos aumentaram. O resto é blá-blá-blá. 

 NOIVADO     

E não houve blá-bla-blá maior, na última semana, do que o anunciado casamento do príncipe Harry (da Inglaterra) com a atriz Meghan Markle. A turma jovem adorou, a turma conservadora achou o fim da picada ele não escolher alguém do seu nível social e a mídia explorou todos os aspectos do assunto. Convenhamos: a moça é linda. Agora a turma aposta é na “corrida fashion” que ela começa a ter com a concunhada, Kate Middleton (mulher do irmão dele, príncipe herdeiro William), pois ambas sabem se vestir muito bem. As grandes marcas já disputam a preferência da nova Cinderela. 

 VAIVÉM 

 

  • Com o presidente Luciano Araújo (leia-se Provest ) à frente da nova diretoria, o Sindivest-MG  promove solenidade , no próximo dia 11, para a posse da turma. A reunião será no auditório da Fiemg, em Beagá. 

 

  • A chuva de granizo que caiu em algumas cidades de Região Metropolitana de Beagá, acabou afetando também a moda. Explicando: é que nestas cidades estão concentradas muitas fábricas que abastecem as confecções. Houve prejuízos imensos para algumas dessas facções (fábricas de roupas que trabalham para terceiros). 

 

  • A Couromoda (que acontece no mês de janeiro, em São Paulo) deve ser uma das mais concorridas dos últimos anos. Os estandes vendidos, os pedidos de credenciamento aumentando e a previsão maior de compradores de outros países esquenta a feira. Aliás, a feira Zero Grau, no mês passado, em Gramado, já havia dado um sinal dessa animação no sapato & bolsa. 

 PONTO FINAL.  

A comissão que faz parte da Frente da Moda (cujas reuniões são realizadas na sede central da Fiemg) fez seu encontro final de 2017 – com um balanço positivo de suas atividades. Reunindo comércio, indústria e serviço do segmento fashion, a proposta é criar ações que, realmente, consolidem Beagá como a “Capital da Moda” do país.   

 

Comentários
×