Acusadas de estelionato são pegas tentando tirar senhas para o Floramar

Colegas de quadrilha estão na unidade desde o início do mês; elas tentavam fazer visita

 

Rafael Camargos

Uma mulher de 35 e uma jovem de 19 anos foram presas ontem, 21, em um lugar inusitado em Divinópolis. A Polícia Civil recebeu informações de que as duas estariam na Unidade de Atendimento Integrado (UAI) tentando retirar senhas para entrar no presídio Floramar para encontrar as duas companheiras de quadrilha, que estão na unidade desde o dia 5 de setembro, quando foram presas com diversos materiais furtados de lojas da cidade e bateram um carro na MG-050.

As investigações apontaram que usando os documentos falsos elas realizavam compras não só em Divinópolis mais em outras cidades da região. Casos já são investigados em Itaúna.

De acordo com a delegada responsável, Adriene Lopes, depois do acidente em que se envolveram no início do mês foram intensificados os trabalhos de investigação.

A equipe da PC expediu um mandado de busca e apreensão e foi até a casa das suspeitas em Belo Horizonte. Lá eles apreenderam televisores, receptores, dinheiro, identidades falsas e uma caixa de ferramentas.

— Inicialmente elas não deram o nome verdadeiro. As investigações prosseguiram e descobrimos a verdadeira identidade das suspeitas — falou a delegada.

De acordo com a delegada, elas vão responder pelos crimes de falsificação de documentos, estelionato e associação criminosa. As duas suspeitas foram encaminhas para o presídio Floramar e devem fazer companhia as outras integrantes da quadrilha.

Relembre 

No dia 5 deste mês quatro integrantes da quadrilha foram presas na MG-50, próximo ao bairro Nossa Senhora da Conceição. Elas usavam identidades falsas para fazer compras.

A Polícia Militar (PM) recebeu a informação por rádio e foi verificar a denúncia. As farsantes estavam em um automóvel Gol, com placa de Belo Horizonte, seguindo pela rua Goiás, sentido à rodovia MG-050, quando os policiais começaram a perseguição. No km 124, próximo a um radar, o carro das suspeitas se envolveu em um acidente. A abordagem a elas foi feita pela Polícia Militar Rodoviária (PMR).

Durante buscas no automóvel foram encontrados documentos falsos e os objetos comprados, suas notas fiscais e alguns contratos de financiamento. As suspeitas, uma de 41, duas de 32 e outra de 28 anos foram levadas à delegacia e depois de ouvidas levaras para o presídio. 

 

Comentários
×