Acusada de matar Amanda Calais é transferida para Bambuí

 

Da Redação

Sarah Araújo, de 38 anos, foi presa no Presídio Floramar após confessar ter assassinado Amanda Calais, de seis anos, no bairro Lagoa dos Mandarins.

Agora, Sarah foi transferida para a Penitenciária de Bambuí. Segundo a Diretora Geral do Presídio Floramar, Elizabeth Pinheiro, a transferência ocorreu nesta segunda-feira, 12, por questões de ordens, disciplina e segurança, além de procedimentos internos.

— A detenta Sarah foi admitida no Presídio Floramar, mas, por motivos de ordem, disciplina e segurança, ela foi transferida e não se encontra mais no presídio — disse Elizabeth em entrevista a um portal da cidade.

Sarah Araújo já se encontra na Penitenciária de Bambuí.

Após ficar desaparecida por horas, Amanda foi encontrada morta na madrugada de sexta-feira, 9, no bairro Lagoa dos Mandarins. Uma busca pela criança teve início na quinta-feira, 8, após a família entrar em contato com a Polícia Militar. A PM, junto com corpo de bombeiros e moradores da cidade se dedicaram na buscas.

Porém, o corpo foi encontrado no jardim da vizinha da vítima, após moradores escutarem um forte barulho e acionarem a polícia. O corpo da menina havia sido arremessado do segundo andar de um sobrado, onde morava Sarah Araújo, vizinha da criança que confessou o assassinato.

A suspeita está sendo investigada por homicídio qualificado com motivação fútil, pelo crime de asfixia e por fraude processual.

A pena varia entre 12 e 30 anos.

Comentários
×