Acreditar

Israel Leocádio 

Olá! Tudo bem? Hoje quero iniciar nossa conversa com uma afirmação: recomeçar é uma atitude necessária. Mais do que isso, recomeçar é a melhor forma de corrigir erros. Recomeço não é sinônimo de atraso, mas de resiliência. Também é a capacidade presente em poucos (que deveria ser adotada por todos) de elaborar os fracassos e erros. Em lugar de contar sua história como “Era uma vez…”, faz-se a opção de escrever “Desta vez…”. Recomeço é decisão de ser forte. Em uma análise racional, podemos concluir que a vida é feita de fases, de constantes recomeços (novo dia, novo mês, novo ano...). Para cada ciclo da vida existe um recomeço. É melhor olharmos para essas etapas e recomeços como oportunidades para alcançar a felicidade.

Bem, contudo, um fator é importante nesse processo: ACREDITAR. Às vezes, somos tomados por tão grande descrença e desânimo, por vermos erros se repetindo, apostas na confiança que fizemos serem frustradas, que acreditamos que o comportamento interior de descrédito é O MELHOR A SER FEITO. Quero sugerir que pense melhor!

Como disse: “Recomeçar é necessário”.  Diria mais: “Recomeçar é inevitável”. Coisas e situações na vida não deixarão a opção da própria história. Quando alguma coisa diz respeito diretamente a você não há opção do que fazer.

Acreditar é necessário! São duas verdades inseparáveis. Se desejo mudar as coisas, preciso aceitar a ideia de recomeçar. Se decido por recomeçar, preciso acreditar. Não me refiro somente a acreditar que é possível recomeçar, fazer novamente, ser resiliente. É preciso acreditar em você. Na realidade, não sabemos o quanto somos fortes, até que a única alternativa na vida é ser forte. E este é o momento de sermos fortes.

Um momento da vida do apóstolo Pedro demonstra bem isso. Pedro, ainda pescador, vivia um tempo de crise. Ele dependia da pesca para sobreviver (sem pesca, sem sustento. Sem pesca, crise instalada na família). Ele havia entrado em mais um momento assim. Havia passado a noite inteira sem pescar nada. Isso significa muito esforço desperdiçado. Abatido pela derrota, Jesus se aproxima, pede seu barco emprestado para usá-lo como palanque. E, cansado, derrotado, Pedro não nega o empréstimo. Depois do sermão longo, Jesus sugere a Pedro: “Tente novamente! Volte para as águas e lance suas redes”. Uma frase simples, porém, difícil de ser obedecida, quando suas emoções foram atingidas pela seta do fracasso. Quando o ânimo, a alma se esvaem com a fraqueza do corpo, então, tudo que acreditamos é nos fatos. E os fatos mostravam que não valeria a pena. 

Foi então que Pedro usou uma frase que reflete um espírito positivo, pois, ele diz: “Mas, mediante a tua palavra, lançarei as redes”. O resultado é conhecido. Pedro pescou como nunca antes. É claro que estou falando de milagres de Jesus. Contudo, o maior milagre ocorreu antes da pescaria. Foi o milagre da permissão da interferência da fé. Foi o milagre da autorização do sentimento positivo para tentar novamente. Foi o milagre do deixar o espírito ser influenciado pelo ânimo.

Repito: em tempos de crise, a única alternativa realmente necessária é ser forte, dentro de si, de tal forma que haja permissão para recomeçar, tentar novamente, refazer. Precisamos aceitar a fé como alternativa. Precisamos compreender que Deus é capaz de nos ajudar nessa tarefa. Não por você, mas, por todos, acredite em recomeço e tente novamente. 

 

ileocadiodasilva@yahoo.com

Comentários
×