Ações contra o trabalho infantil serão reforçadas em Divinópolis

Ana Laura Corrêa

Em 2018, Divinópolis irá ampliar o combate ao trabalho infantil. Será feito, no município, um diagnóstico para capturar a realidade do problema e, a partir dele, as estratégias de enfrentamento da questão serão estabelecidas.

As informações são da gerente de políticas de proteção social da Secretaria de Desenvolvimento Social, Márcia Luísa dos Santos. No Plano de Trabalho de Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil do município, elaborado em agosto de 2016, constam todas as atividades que devem ser desenvolvidas em relação ao problema.

— Pretendemos iniciar o diagnóstico já no primeiro semestre. Iremos reativar a equipe de abordagem, principalmente para fazer as abordagens noturnas, porque é algo que percebemos muito nas ruas — explica Márcia.

De acordo com dados do Censo Demográfico de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Divinópolis tinha 1.772 crianças em situação de trabalho infanto-juvenil. O diagnóstico que será realizado neste ano irá trazer dados mais precisos sobre o problema.

2017

No ano passado, em relação ao trabalho infantil, o plano de ação foi readequado. Além disso, foram realizadas duas audiências públicas, palestras, campanhas nas ruas e em eventos, como na Conferência Municipal de Educação.

— Produzimos alguns materiais, como camisas, folderes, cartilhas para as campanhas e também já desenvolvemos algumas das ações previstas no plano de ação — explicou Márcia.

Minas Gerais

Segundo dados do Censo Demográfico de 2010 do IBGE, Minas Gerais ocupa o terceiro lugar no ranking de trabalho infantil no país, com 349.999 crianças e adolescentes nesta situação.

Para este ano, a Superintendência de Proteção Social Especial da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) planeja realizar campanhas e seminários sobre o tema, além de disponibilizar materiais para as intervenções nos municípios.

Comentários
×