ACID promove Workshop Linguagem das Expressões

Da Redação

Na próxima quinta-feira, dia 3, Divinópolis receberá o Workshop “Linguagem das Expressões”, com Wagner Oliveira.  O foco será o estudo das micro expressões faciais. Este tipo de análise gera muita curiosidade e já se tornou tema para o famoso seriado americano “Lie To Me”. O Workshop será realizado na sede da Associação Comercial e Industrial de Divinópolis (Acid) e terá início às 19h. As inscrições podem ser feitas pelo Sympla.

Sentimentos                              

Raiva, medo, alegria, tristeza. Algumas vezes é muito fácil saber exatamente o que uma pessoa está sentindo, seja pelas atitudes, pelo tom de voz e, para especialistas, existe ainda a análise das micro expressões faciais. Um desvio rápido no olhar, um sorriso disfarçado que aparece na face por instantes podem revelar um segredo, um sentimento escondido ou até uma mentira.

Expressões

Durante o Workshop, o especialista abordará os tipos comuns de micro expressões, que aparecem quando as pessoas tentam ocultar suas emoções, e as sutis, “mini” movimentos faciais que muitas vezes aparecem apenas em uma região do rosto.

— O conhecimento sobre as micro expressões pode ser uma estratégia profissional para os agentes que atuam em entrevistas investigativas forenses, vendas em geral, entrevistas de emprego, demissões, mediação de situações embaraçosas ou investigação corporativa em casos de suspeita de fraude, corrupção e assédio. Esse estudo é um facilitador também para qualquer tipo de relação humana seja profissional ou afetiva — explica Oliveira.

O corpo também fala

Outro curso realizado que também será ministrado por Oliveira será o de “Linguagem das Emoções”, que complementará as informações do Workshop abordando a linguagem não verbal, mais conhecida como linguagem corporal. Este curso acontecerá no dia 9 de novembro, das 8h às 17h.

Conhecimento

O especialista detalha que a comunicação não verbal tem suas bases em quatro principais campos do conhecimento: psicologia, antropologia, linguística e biologia. No entanto, como parcela do comportamento humano que é não é necessário que a pessoa seja um profissional ou acadêmico destas áreas para aprender e aplicar estes conhecimentos, no entanto, todos os campos acima deverão ser estudados em linguagem não verbal.

— Obviamente, ao passo que desenvolvemos nossa percepção para as pistas não verbais, teremos informações que mudarão a forma de lidar e administras algumas relações — finaliza.

Comentários
×