Ação conjunta vai abordar e encaminhar moradores de rua em Divinópolis

 

Da Redação

O fato de existir dezenas de pessoas em situação de rua em várias vias e locais de Divinópolis, não quer dizer que eles não são monitorados e orientados. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semds) ontem, relatório sobre atendimentos de a estas pessoas na cidade. Segundo dados da secretaria, de janeiro a novembro, o Serviço de Abordagem de rua realizou 309 atendimentos, perfazendo aproximadamente, 28 atendimentos mensais.

 

Serviço

O Serviço de Acolhimento Institucional para Adultos e Famílias em Situação de Rua, oferecido pela Prefeitura, atua há dois anos. A Semds realiza o monitoramento, por meio do serviço de abordagem, que é responsável pela localização, contato, vínculo e encaminhamento da população em situação de rua para a Casa de Acolhimento e outros serviços que possam recebê-los, inclusive os de saúde, quando possuem algum agravo. Alguns aceitam participar dos projetos sociais e outros preferem ficar nas ruas.

Vagas

A Casa de Acolhimento oferece 25 vagas com equipe técnica composta por uma coordenadora, um assistente social, um psicólogo, um auxiliar de serviços gerais, um porteiro e dez monitores. A unidade oferta atendimento integral garantindo condições de estadia, convívio, endereço de referência para acolher com privacidade pessoas em situação de rua, migração ou pessoas em trânsito e sem condições de autossustento. A permanência nesta casa pode ser de até seis meses desde que sejam obedecidos os critérios pré-estabelecidos.

Volta

Além da Casa de Acolhimento, o Serviço do Migrante oferta retorno de pessoas desprotegidas socialmente e em trânsito por Divinópolis às suas cidades de origem.

O Comitê Gestor de Políticas sobre Drogas, coordenado pela Secretaria Sobre Drogas, já aprovou o Plano de Ação para 2018 e entre os trabalhos, está prevista para os próximos meses, uma ação conjunta de sensibilização e encaminhamento dos moradores de rua envolvidos com drogas. De acordo com a coordenadora de Programas de Prevenção às drogas, Luciana Capanema, a ação planeja orientar e sensibilizar.

— Sabe-se que muitas pessoas em situação de rua são também usuárias de drogas e o intuito da ação é sensibilizá-las sobre os serviços existentes no município — resumiu.

 

 

Comentários
×