A Virada de Ano

A Virada de Ano

 

Um novo ano se iniciará. Olhamos em forma de retrospectiva o que passamos em 2021, fazemos promessas, planos e prometemos uma infinidade de transformações em nossa vida. Sentimos como se a virada de ano fosse um renascimento, uma vida nova e esquecemos que não se apaga a carga, os problemas e as amarras que trazemos, mas sua cultura é mais positivista.

 

O Réveillon é a data de um dos eventos mais esperados por quem adora uma festa. Essa palavra tem origem na língua francesa e faz referência à ideia de "despertar", "acordar" e "reanimar".

 

Esses significados relacionam-se com a virada do ano, uma vez que, além de ser um período de festa, é um momento de reflexões, de análises, de encerrar ciclos e de tomar novas decisões e estabelecer metas. A data, celebrada em todo o mundo de diversas formas e de acordo com a cultura local, é sinônimo de uma comemoração alegre, leve, cheia de cores e sabores.

 

A celebração remete à ideia de agradecimento, diversão e folia. O Réveillon conta com diferentes rituais, mas alguns já se tornaram tradição, como a queima de fogos de artifício, os brindes com champanhe, muita música, abraços, entre outras demonstrações.

 

Os povos da Mesopotâmia já celebravam o Ano-Novo em 2000 a.C. A comemoração ocorria conforme as fases da Lua ou a mudança das estações.

 

Para outros povos, como os egípcios e os fenícios, o Ano-Novo começava em setembro. Outro exemplo foram os gregos, que faziam a comemoração nos dias 21 ou 22 de dezembro.

 

O Réveillon somente começou a ser celebrado na madrugada do dia 1º de janeiro a partir do fim do ano de 1500, mediante a introdução do calendário gregoriano no Ocidente.

 

Curiosidade: a virada do ano ocorre primeiramente na ilha de Kiritimati, na República do Kiribati, situada no oceano Pacífico. A festa começa 16 horas antes do horário de Brasília. Uma hora depois, começa a festa em Auckland, na Nova Zelândia.

 

Alguns trechos de frases e poemas sobre o reciprocidade

 

Atirei-me, pois, metaforicamente, pela janela do tricentésimo-sexagésimo-quinto andar do ano passado.

Morri? Não. Ressuscitei. Que isto da passagem de um ano para outro é um corriqueiro fenômeno de morte e ressurreição - morte do ano velho e sua ressurreição como ano novo, morte da nossa vida velha para uma vida nova. (Mario Quintana)

 

Para ganhar um Ano Novo

que mereça este nome,

você, meu caro, tem de merecê-lo,

tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,

mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo

cochila e espera desde sempre.

(Carlos Drummond de Andrade)

 

Não pedi coisas demais para não confundir Deus que à meia-noite de ano novo está tão ocupado. (Clarice Lispector)

 

Recomeçar,

Experimentar,

Mudar,

Um novo ano por chegar

Esperança por renovar

Numa noite, em um lugar

Quando o relógio virar 

Tudo pode melhorar

Enfim, acreditar.

 

(Welber Tonhá)



Réveillon no Estrela

A festa da virada será na Sede Urbana. Serão três ambientes na com cinco atrações confirmadíssimas: Rodrigo Bergal, Júnior Andrade e Felipe Vox no Pátio; DJ´s Dunda & Nanda, na Boate; e Banda Ônix, no Salão Nobre. 

Sócios Estrela têm entrada gratuita e ingressos para convidados na Secretaria do Clube. Os convites para não sócios é R$ 50,00. 

️Vendas de mesas limitadas.

☎ ️Informações no (37) 3222-8900.

 

Tem pauta para sobre a cultura? Envie para welbertonha@gmail.com

Welber Tonhá e Silva 

Imortal da Academia Divinopolitana de Letras, cadeira N° 09

Historiador, escritor, pesquisador, fotógrafo e fazedor cultural.

Instagram: @welbertonha

 

Comentários
×