A via crucis da China Azul

Batendo Bola

 

José Carlos de Oliveira

 

jcqueroviver@hotmail.com.br

 

A via crucis da China Azul

Não está sendo nada fácil a vida do torcedor celeste nos últimos anos e a China Azul tem motivos de sobra para estar p.... da vida com a atual diretoria estrelada, principalmente com o presidente Sérgio Santos Rodrigues, que está há tempo suficiente no cargo para colocar ordem na casa e mesmo assim não consegue armar uma equipe ao menos decente, em condições de defender a Raposa ao menos com dignidade. 

 

Nada dá certo

A sucessão de apostas erradas feitas pela atual diretoria é o principal fator a levar o clube estrelado a viver este drama sem fim, capengando em todas as competições que participa e ainda correndo riscos de aumentar o sofrimento de seu sofrido torcedor com um vexame ainda maior, se é que existe algo pior que ver o time de coração sendo batido em seu próprio campo por equipes infinitamente inferiores a ele e sendo motivo de piada dos adversários. Nada que a diretoria tenta dá certo e já passa de hora de todos eles, mas todos mesmo, jogarem a toalha e abrirem espaço para que verdadeiros cruzeirenses assumam o clube e o recoloquem o Cruzeiro no lugar que é seu por direito, na prateleira de cima do futebol brasileiro.

 

Agora, só um milagre

E rodada após rodada do Brasileirão da Série B só faz aumentar o drama da China Azul, que vê cada vez mais distante o sonho de voltar à elite do futebol brasileiro ainda nesta temporada ‒ e pelo futebol que não vêm jogando que tratem é de evitar um mal maior, porque, pelos números atuais, mais fácil é o time cair ainda mais do que subir para a elite. Matematicamente, ainda é, sim, possível, mas é o que o time não vem jogando que fazem as coisas ficarem ainda mais difíceis, para não dizer impossíveis.

É, o negócio é deixar a aposta para o ano que vem.

 

Galo e Urubu na cabeça

Com os principais concorrentes, principalmente o Palmeiras, caindo de produção, descendo a ladeira, abre-se o caminho para uma superdose de Flamengo e Atlético na reta final da temporada, com Galo e Urubu devendo disputar cabeça a cabeça todos os títulos da temporada, colocando ainda mais lenha na rivalidade que alimentam desde a década de 1980, quando tinham os dois melhores times do Brasil.

 

Sem favoritos

Seguindo em frente com os mesmos números de hoje, atleticanos e flamenguistas devem ser as únicas torcidas a festejar no fim do ano, com um dos dois podendo ir do céu ao inferno em questão de dias, horas, porque de uma verdade todos devem ficar cientes, o que for apenas o segundo será apenas o primeiro dos últimos, pois no Brasil só há lugar para os campeões.

 

Choradeira

E que se preparem para o que vem por aí, pois a superdose de Flamengo e Atlético pode fazer surgir inúmeros heróis, mas também deixará vilões pelo caminho. Perder para o rival jamais será um resultado que descerá bem goela abaixo de ninguém, seja de qual dos dois for, então que Cuca e Renato Gaúcho preparem o ânimo, pois como dois e dois são quatro, certo é terão todo o apoio das massas, mas aos derrotados sobrará cobranças por todos os lados.

Comentários
×