A verdade sobre o meme #10yearchallenge do Facebook

Nas últimas semanas está viralizando por toda a internet o “desafio dos 10 anos” pela hashtag #10yearchallenge. Pessoas ao redor de todo o mundo, e até mesmo celebridades, estão participando do desafio. No entanto, esta simples brincadeira abriu um debate sobre a privacidade e a possibilidade de o Facebook estar treinando sua ferramenta de reconhecimento facial.

 

Com as duas fotos do desafio, o Facebook pode aprender e prever como uma pessoa será quando ficar mais velha. Para se ter ideia, estas informações podem ser aplicadas no futuro para oferecer propagandas personalizadas baseadas em envelhecimento planos de saúde etc. Na China, o reconhecimento facial é utilizado para monitorar os cidadãos para garantir sanções ou benefícios na sociedade, como acesso a crédito e permissão para viagens. Ano passado, a Índia começou a utilizar o reconhecimento facial para identificar e resgatar mais de 3 mil crianças perdidas.

 

O Facebook aprimorou seu sistema para reconhecer os rostos dos usuários no ano passado. Ele passou a vasculhar imagens na rede social em busca de fotos publicadas que exibissem os usuários. A partir desta varredura, perguntava se os indivíduos retratados queriam ser marcados. Este recurso foi criado para evitar que desconhecidos usassem as fotos de alguém sem seu conhecimento.

 

Para ter acesso a este recurso, o usuário precisa dar uma autorização. Para isso, basta ir ao seu perfil de usuário do Facebook, selecionar a opção “Configurações”, clicar em “Reconhecimento facial” e em “Editar”.

 

A discussão em torno da hipótese de que o Facebook criou o meme forçou a empresa se posicionar. Uma porta-voz do Facebook afirmou que foram os próprios usuários que bolaram a ideia, que se espalhou de forma espontânea.

 

No entanto, vale lembrar que as redes sociais são gratuitas e nossos dados são mapeadas o tempo todo. As informações como gostos, amigos, interesses, fotos e conversas são tratadas pelo algoritmo, que filtra o que é relevante para disponibilizar a empresas terceiras. Com estas informações, elas podem oferecer os produtos e serviços ideais para você. Neste universo digital, o usuário é o produto. Portanto, muito cuidado com o que compartilha, estamos sendo observados.

Comentários
×