A paradinha para respirar

Amnysinho Rachid 

Então chegaram as eleições, de uma maneira diferente em muitos aspectos em decorrência da pandemia, mas ainda sentimos a “catinguinha” da política velha e canastrona de tempos atrás.

        Tenho uma grande preguiça da política e dos políticos, mas precisamos e não vivemos sem ela, aquela coisa do mal necessário.

        Acredito muito que o maior erro seja nosso mesmo, pois não fomos criados com educação política, a maioria não sabe as obrigações dos vereadores e dos prefeitos, por exemplo. Uma maneira muito clara de ver isso é perguntar quem sabe os nomes dos nossos vereadores e se alguma vez já foi à Câmara assistir uma reunião, com certeza grande parte dirá que não.

      Aqui na terrinha também não sabemos, por exemplo, quais projetos e quantos foram elaborados por cada vereador e qual o impacto que aconteceu na sociedade.

     Veja na nossa cidade vizinha, Itaúna. Às terças-feiras, grande parte dos empresários, donas de casa, estudantes enfim, os moradores vão às reuniões da Câmara. Ali, tomam conhecimento de tudo que está acontecendo com a Prefeitura e com os projetos dos próprios vereadores em andamento, cobram, argumentam, exigem… Enfim, exercem sua cidadania, sabem quais são seus direitos e suas obrigações.

     Temos que ter a consciência que podemos e devemos interferir na máquina pública, que os vereadores e o prefeito estão ali porque nós, eleitores, somos os responsáveis pelo cargo que ocupam.

    Tenho saudade da época em que os vereadores faziam parte de um grupo que se reunia uma vez por semana para discutir os problemas da cidade. 

     A coisa andava de uma maneira que o prefeito chamava os moradores para escutar as necessidades do local onde viviam.

     Se você acha que a cidade cresceu e que isso não pode mais acontecer, doce engano, vá à vizinha Carmo do Cajuru e procure pelo prefeito Edson, tenho certeza que ele vai te receber, pois isso já faz parte da sua rotina. Este prefeito, que agora foi reeleito sem ter nenhum concorrente, vai atrás do empresariado e faz parcerias, corre o comércio sem ter medo, pois ali ele tem parceiros, e não adversários, precisamos muito convidá-lo e sua equipe para umas aulas para turma daqui.

     Espero que a turma que está chegando esteja com vontade de trabalhar e honrar o voto que recebeu da população, estamos carentes de políticos que nos tragam orgulho... Oremos.

     E continuo aqui na TOK EMPREENDIMENTOS, rua Cristal, 120, Centro.              

Comentários
×