A luz da lua crescente

A luz da lua crescente

desenhou uma fresta nas trevas

dos cúmulos: A claridade

sitiou a cidade, mergulhou

na terra onde habita

a cobertura original:

 

As Raízes bebem a Água Viva e se aprofundam

E - Aí em direção ao núcleo - Aí,

no casulo escuro oculta-se

o Augusto Mistério da criação-

As sementes!

 

*Este poema é do nosso divinopolitano Osvaldo André de Melo, em seu livro mais recente, Imagens imorredouras (Como se fosse um vitral).

** Foto de Eme cê flagrada de rede da varanda da rua S. Paulo em Divinópolis, setembro/2019 por M.M.

_____________________________________________________________________________*****************************************************************************___________________________________________________________________________

 

 Segundo Voltaire,

 

existem dois tipos de ladrão: o ladrão comum, que é aquele que rouba

sua carteira,

o seu dinheiro,

seu cartão ,

o seu relógio,

 o seu cavalo.

 

Existe o ladrão político, que é aquele que rouba

 o seu futuro,

o seu conhecimento ,

os seus sonhos,

a sua dignidade,

a sua saúde,

a sua educação,

 o seu salário,

 as suas forças ,

o seu sorriso.

A grande diferença entre esses dois ladrões é que o ladrão comum te escolhe para roubar os teus bens enquanto o ladrão político é você que escolhe para te roubar.

A outra grande diferença, não menos importante,

é que o ladrão comum é procurado pela polícia,

enquanto o ladrão político é geralmente protegido pela polícia.

 

 Pense bem nas suas escolhas

 

Comentários
×