A importância da terapia para uma vida saudável

Eu acredito que fazer terapia hoje em dia é um investimento em si mesmo. O mundo está adoecendo emocionalmente, e ter uma boa saúde mental é a chave para uma vida de sucesso. Muitas pessoas procuram a terapia, mas não entendem a complexidade que envolve essa prática ou que tipo de real benefício ela pode proporcionar.

Um psicólogo pode ajudar você a trabalhar essas questões. Por meio de psicoterapia, psicólogos ajudam as pessoas de todas as idades a buscarem viver de forma mais feliz, mais saudável e até mais produtiva. A primeira pergunta que faço para alguém quando vem procurar terapia é: “O que fez você buscar ajuda?”. Às vezes a pessoa responde: “Não sei direito como funciona uma terapia, só sei que não consigo mais continuar enfrentando meus problemas sozinho”. Como profissional da psicologia, percebo no primeiro momento o alívio da pessoa em poder compartilhar sua história de conquistas e de dor. Olhar para si mesmo de forma contínua sob o olhar do terapeuta individual ou de grupo proporciona uma segurança natural de suas próprias capacidades. A autoestima decorrente da autoaceitação de suas próprias fragilidades e vulnerabilidades permite uma nova forma de se relacionar com os outros. Para mudar um comportamento, sentimento ou pensamento que o impede de ter uma real sensação de vida que se expande e beneficia os outros.

– A terapia bem aproveitada não é necessariamente semanal ou anual, mas aquela com a qual você se compromete sobre a mudança. A maior periodicidade vai facilitar o entrosamento da dupla terapêutica.

– Os dias e horários marcados devem ser olhados com carinho. Afinal, são espaços de tempo que dedica para seu desenvolvimento humano. A responsabilidade pela presença e ausência é do paciente.

– O terapeuta é só um facilitador do processo de autodescobrimento, e não o responsável pela sua melhora.

– Se você discute algo em sessão, coloque em prática, pois o remédio só faz efeito se introduzido no organismo doente. Só acreditar que ele funciona não o torna realmente eficaz.

– A sua relação com o terapeuta também é uma forma de descobrir como se relaciona com o mundo.

– O desligamento da terapia deve ser conversado com o profissional, mesmo que o motivo seja ele. Como em qualquer relação da sua vida, não desapareça sem dar fechamento nas coisas.

– Ainda que você desapareça da terapia ou de qualquer encontro que promova sua transformação, você não poderá desaparecer de si mesmo por muito tempo sem consequências.

– Muitas vezes você não quer mudar efetivamente, mas só tem um desejo de querer mudar. A terapia só acontece quando você entende que a mudança é a única solução e só pode ser feita por você.

– Qualquer mudança necessita de um grau de desapego, sem isso você só muda os personagens e o jogo permanece o mesmo.

– Pense com calma sobre o assunto de cada sessão, afinal, é um momento precioso sobre sua vida, não desperdice esse tempo tentando resolver o problema bombástico da semana se ele distrair você da questão central que se propôs a mudar.

– Não tenha receio de criar dependência do terapeuta, se isso acontecer converse sobre o assunto.

– Procure um profissional que tenha certa coerência entre o que diz e o que faz.

– Psicólogos também são seres humanos, não espere uma resposta que esteja além do alcance humano.

Existem várias abordagens na psicoterapia, tais como a terapia comportamental, cognitiva, psicanalista, humanista. Psicólogos geralmente recorrerão a uma ou mais destas linhas como manejo clínico, se apropriando de instrumentos de outras vertentes como forma de intensificar os resultados. Cada abordagem funciona como um roteiro para ajudar o psicólogo a entender seus clientes e os seus problemas, e trabalhar soluções.

O tipo de acompanhamento que você receberá vai depender de uma série de fatores, mas principalmente da orientação teórica (também chamada de abordagem teórica) de seu psicólogo e do que funciona melhor para o seu caso.

talytalaysilva@ig.com.br

Comentários
×