A importância da informação contábil

 

 

 Viviane Azevedo

Hoje inicio este canal de relacionamento com a coluna semanal “Informação Contábil” para levar até vocês, leitores, conhecimentos de importância imensurável.

Primeiramente, gostaria de me apresentar. Sou graduada em Ciências Contábeis, pós-graduada em Gestão Contábil, Auditoria e Controladoria, atualmente estou cursando Pós-Graduação em Direito Tributário, atuando na profissão com o escritório contábil Viaz Assessoria Contábil há dez anos. Sou comentarista como Consultora Contábil no programa “Cidade Urgente” com Eduardo Silva, na TV Candidés, e no programa “Agora na TV” do Jornal Agora, na TV Alterosa.

Ressalto que muitas empresas têm custos financeiros desnecessários pela falta de conhecimento do gestor para uma pré-análise antes das tomadas de decisão.  Um exemplo muito comum é um comportamento inadequado do gestor com um colaborador gerando uma reclamatória trabalhista. Outro exemplo prático é um empresário acreditar no mito de que o regime de tributação ideal para qualquer empresa é o Simples Nacional, pois é o mais barato, deixando de fazer um planejamento tributário, o que aumenta seu custo e, consequentemente, diminui sua margem de lucro.

No meu trabalho de conclusão de curso da Pós-Graduação, entrevistei vários empresários de Divinópolis e soube que muitos deles gerenciam sua empresa sem qualquer relatório financeiro ou gerencial e que muitos deles sequer têm uma noção básica de legislação.

Atendendo a tantos pedidos de amigos e clientes e à minha percepção da necessidade de conhecimento por parte dos leitores, proponho-me a iniciar este canal levando a vocês, leitores, toda terça feira, informações imprescindíveis.

Uma preocupação pessoal que ressalto ter grande importância é para os profissionais liberais, pois há uma grande dificuldade de discernimento da sua personalidade tributária na prestação de serviços. A maioria conclui que não se deve constituir uma empresa ou que não se deve utilizar da modalidade autônoma, recolhendo seu Imposto de Renda através do Carnê Leão. Na verdade, muitos deles não prestam contas à Receita Federal, tendo uma comprovação bancárias de todos os recebimentos oriundos dos serviços prestados. Quando ocorre o cruzamento de dados e a Malha Fina, não há mais a oportunidade de regularização, aí ocorre um custo desnecessário com juros, multas e autuações fiscais.

Muitos empregadores desconhecem as obrigatoriedades quando empregam empregados domésticos, qual o custo desta contratação ou se não configura vínculo empregatício.

Afinal, acredito ter deixado claro meu intuito e disponibilidade para levar aos leitores informação e, sempre no final de cada publicação, estará constando meu e-mail, que estará sempre disponível para envio de dúvidas ou propor temas a serem comentados.

Viviane Azevedo é diretora da Viaz Assessoria Contábil.

viviane@viazcontabil.com.br

Comentários