A diferença entre pandemia, epidemia e endemia

Elmo Fernandes

Vírgula pode ser uma pausa... Ou não:

Não, espere.

Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro:

23,4.

2,34.

Pode ser autoritária:

Aceito, obrigado.

Aceito obrigado.

Pode criar heróis:

Isso só, ele resolve.

Isso só ele resolve.

E vilões:

Esse, juiz, é corrupto.

Esse juiz é corrupto.

Ela pode ser a solução:

Vamos perder, nada foi resolvido.

Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião:

Não queremos saber.

Não, queremos saber.

Uma vírgula muda tudo.

ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação!

(Disponível em: <http://www.luisnassif.com>).

 

A diferença entre pandemia, epidemia e endemia

 

Pandemia: é definida quando uma doença infecciosa se propaga e atinge simultaneamente um grande número de pessoas em todo o mundo. Em 2009, por exemplo, a gripe suína, que matou milhares de pessoas, foi classificada como pandemia. 

 

Epidemia: também classifica as doenças infecciosas e contagiosas, mas que ocorrem somente em uma comunidade e ou região específica. Em nível municipal, por exemplo, uma epidemia ocorre quando vários bairros apresentam casos da doença; estadual quando ocorre em várias cidades e nacional em diversas regiões do país. Em resumo, são surtos de doenças em diversas regiões, sem propagação entre países, por exemplo. Podemos citar casos de epidemia quando a dengue acontece em várias cidades.

Endemia: os casos de endemias não são classificados levando em conta o número de ocorrência. A doença é endêmica quando aparece com frequência em um local, não se espalhando por outras comunidades a chamada endêmica típica. A endemia também é classificada de modo sazonal. A febre amarela, comum na região amazônica, é uma doença endêmica. (Fonte: Estado de Minas)

 

 

                   O que diz a Bíblia?

 

 “Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, ele é tudo o que sempre preciso.”(Salmos 76:26)

 

Reflexão da semana

 

“Nenhum obstáculo é tão grande se sua vontade de vencer for maior.”

 

                   Máximas do

Professor Carlinhos

 

Até bem pouco tempo atrás, não existia o Procon.

Será que era a inexistência de desonestidade?!

___________________________________________________

Reflequissão prophunda

Se você está cansado de recomeçar, pare de desistir.

(apud João Navarro – “O TEMPO” – 04.1.17) ___________________________________________________

 

Ah, se proibissem proibir proibições!

 

(o livro “Máximas do Professor Carlinhos” já está disponível na Boutique do Livro)

 

Comentários
×