A depender da macro, Divinópolis retorna para onda vermelha

Indicadores da micro devem ser divulgados na tarde de hoje e pode significar regressão

Da Redação

Para o comércio manter as esperanças das portas abertas abertas na próxima semana, a microrregião de Divinópolis precisa se manter na onda amarela do Minas Consciente. A classificação deve ser divulgada na tarde de hoje. Ontem, o governo estadual atualizou as ondas de cada macrorregião, e a Oeste permanece na vermelha.

Macro

Agora, dez das 14 macrorregiões se encontram na onda vermelha (Oeste, Centro, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Vale do Aço, Sudeste, Centro-Sul e Sul), três estão na onda amarela (Norte, Noroeste e Triângulo Norte) e o Triângulo Sul permanece na onda verde.

O governador Romeu Zema (Novo) destacou preocupação com o crescimento do número de casos e mortes pela doença no estado. Segundo os dados, foi registrado aumento de 6,5% nos casos confirmados em relação à semana anterior e de 4,4% no número de óbitos nos últimos sete dias. 

— Sei que todos já estão cansados de manterem estas restrições, de ficarem isolados, de usar máscara e manter o distanciamento social, mas nós precisamos deste esforço final — comentou.

Ele ainda citou que o Estado já se prepara para iniciar a vacinação. 

— A vacina está para chegar a qualquer momento. Muito provavelmente neste final de janeiro ou início de fevereiro o processo de vacinação vai se iniciar. Peço encarecidamente à população que tome as medidas de precaução, porque os hospitais estão hoje com uma ocupação muito maior do que aquela que tivemos no primeiro pico da pandemia. Então todo o cuidado é recomendado — finalizou.

Dados

Conforme os dados divulgados ontem pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), 81 pacientes estão internados em leitos de enfermaria e outros 59 (sendo três crianças) em Centros de Terapia Intensiva (CTI) com quadro sintomático para covid-19. A taxa de letalidade está avaliada em 2,55% e a taxa de isolamento social em 37%. O ritmo de contágio, que na última quinta-feira estava em 1,11, subiu para 1,14.

Ao todo, 30.239 casos suspeitos foram notificados, mas apenas 6.393 foram testados: 4.581 positivos, 1.764 negativos e 48 em análise.

Dos 94 leitos de UTI exclusiva para pacientes com casos confirmados ou suspeitos de covid-19, 59 (62,8%) estão ocupados. Na rede particular, onde a ocupação é de 79,5%, apenas 9 leitos estão disponíveis. Para pacientes com outras enfermidades, dos 59 leitos, 50 (84,7%) estão em uso. No SUS, a ocupação alcançou 100%. 

Ações

A Vigilância em Saúde divulgou ontem o balanço do fim de semana. Entre os dias 8 e 10 de janeiro, 20 fiscais realizaram 84 vistorias. Três infrações foram lavradas.

Na data, Divinópolis ainda se encontrava sob as restrições da onda vermelha do plano estadual Minas Consciente. 

No sábado, 9, os agentes interditaram a feira livre do bairro Esplanada. No mesmo dia, 24 supermercados foram visitados. No dia seguinte, novos acompanhamentos de cumprimento das normas sanitárias foram feitos.

— No domingo, 10, a fiscalização foi nas feiras livres dos bairros Niterói e Planalto, onde haviam poucas barracas e a dispersão ocorreu de forma tranquila. Também foram apuradas diversas denúncias de aglomeração de pessoas, mas tais denúncias não procediam — informou.

Ainda segundo o Executivo, “a fiscalização continua intensa e frequente todos os dias”. 

A Prefeitura também tem contado com a ajuda dos “Amigos do Comércio”, formado por voluntários por meio de articulação com o Grupo Gestor. O objetivo é divulgar “aos cidadãos, comércio e bancos, as orientações com as principais medidas preventivas para conter a proliferação do coronavírus”. 

— Esta ação contou com a formação de uma equipe de voluntários capacitados pela Vigilância Sanitária e com carros de som veiculando mensagens educativas pelas ruas da cidade — explicou.

Comentários
×