A Cidade do Divino no Natal

Jorge Guimarães

A cidade já está em clima de Natal, com a correria de última hora, o comércio com suas vitrines bem ornamentadas, as ruas exibindo o charme natalino, enfim, um mundo mágico que se desperta a cada 365 dias. E, em meio a tudo isso, a ‘Cidade do Divino’ sempre se tornou divina nesta época do ano, principalmente pelo lado cultural, ainda no início da década de 70 surgiram os primeiros “Concertos de Natal”. Tradicionais até os dias de hoje, eles deram abertura para tantos músicos e compositores que são reconhecidos no cenário da música nacional.

Hoje, nas ruas iluminadas do bairro Esplanada, a Maria Fumaça, que trouxe o progresso para a cidade brilha majestosamente em praça pública. Há ainda os diversos “Natais Solidários”, que distribuem presentes e levam a alegria a cada canto. A expectativa é que, para os próximos anos, a Cruz de Todos os Povos brilhe ainda mais, iluminando a cidade que já nasceu “Divina”.    

Comércio

E, para celebrar o fim de ano, o Centro do município, pelo terceiro ano consecutivo, ganha ares natalinos. Os lojistas da avenida Antônio Olímpio de Morais se uniram para enfeitar a via, entre as ruas Minas Gerais e Rio de Janeiro, e movimentar o comércio. Um dos idealizadores da decoração, o empresário Daniel Bicalho, foi além e, dentro das comemorações dos 30 anos da Boutique do Livro, realizou ontem, às 18h30, a cantata de Natal com “Os Trovadores de Divinópolis”, sendo este um evento de rua.

— Levar a magia do Natal para as ruas passa de ser uma simbologia para se transformar em um sonho de cada um de nós. Ver a alegria estampada no rosto de cada pessoa, em especial das crianças, não tem preço — conta o empresário.

Os enfeites ficarão disponíveis para apreciação dos visitantes até o dia 6 de janeiro.

Maria Fumaça

A ‘Cidade do Divino’ tem uma história de amor com a linha férrea, que aqui traçou seu caminho e a levou ao desenvolvimento. No município foi instalada a maior oficina da então Rede Ferroviária Federal S/A (RFFSA), hoje VLI, e a maior do tipo em toda a América Latina. Para ligar este laço entre o passado e o presente, o bairro Esplanada, construído para obrigar as famílias dos trabalhadores da Rede, tem na Maria Fumaça 340, tombada pela lei de Proteção do Patrimônio Cultural, o seu ponto de referência não somente no dia a dia, mas também nas noites que antecedem o Natal.

É que há oito anos consecutivos, o bairro, em especial a 340, ganha iluminação natalina. Cerca de três mil metros de luzes tipo pisca-pisca foram instalados e vários enfeites utilizados para decorar o local. E, mais uma vez, uma das atrações do Natal de Divinópolis ilumina o corações de todos aqueles que por lá passam.

Comentários
×