40 mil autuações e 45 mortes

Matheus Augusto

As vias de Divinópolis não foram marcadas, em 2019, apenas por buracos, mas também pela imprudência. Ao Agora, a Secretaria de Trânsito, Transportes e Segurança Pública (Settrans) apresentou o balanço do ano passado. Os resultados apontam para um aumento no número de autuações, porém com leve redução no número de acidentes.

Números

Conforme o levantamento da secretaria, 40.048 autuações foram lavradas em 2019. Os números correspondem às multas aplicadas por agentes de trânsito, radar e policiais militares. Desde abril, após acordo entre Settrans e Polícia Militar (PM), os oficiais estão autorizados a autuar motoristas infratores.

Ao anunciar o acordo, com custo de R$ 130 mil anuais para a compra de equipamentos, o secretário Marcelo Augusto ressaltou, em maio do ano passado, a importância da parceria para intensificar a fiscalização na cidade. Além disso, o comandante da 7ª Região da PM, coronel Webter Wadim, destacou a ação como uma forma de, inclusive, reduzir a criminalidade. Segundo ele, ao abordar o motorista, pode-se descobrir um veículo roubado, evitando um furto ou roubo, por exemplo.

Para fins de comparação, em 2018, quando não havia a parceria, foram lavradas 21.120 autuações.

Dentre as infrações mais comuns estão: transitar em velocidade superior à máxima permitida de até 20% (28,54% das multas), estacionar o veículo em locais ou horários proibidos (6,57%) e estacionar em desacordo com a regulamentação do estacionamento rotativo (6,37%).

Acidentes

A Settrans registrou, em 2019, 5.341 acidentes, sem levar em consideração os números das rodovias. A área com o mais número de colisões é a Central, com 1.887 ocorrências, cerca de 35% do total.

— Até o dia 17 de dezembro de 2019 (último registro enviado pela Secretaria Regional de Saúde do Estado de Minas Gerais) 45 pessoas vieram a óbito no local do acidente ou posteriormente em decorrência dos ferimentos — explicou a Settrans.

Em 2018, a secretaria contabilizou 5.350 acidentes, com 50 mortes confirmadas.

Pista molhada

E as estatísticas deste ano já começam a aparecer. Uma viatura da Settrans colidiu ontem com uma motocicleta. O acidente aconteceu na rua Rio Grande do Sul com Ceará.

— Os agentes que estavam na viatura envolvida no acidente providenciaram socorro ao motociclista, que alegou não ter se ferido. Também ofereceram ligar para o socorro médico, que foi recusado pelo condutor da moto — explicou a Prefeitura.

Ainda de acordo com informações da assessoria de comunicação do Executivo, ao registrar a ocorrência, os agentes descobriram que o motociclista não era habilitado.

 — A Polícia Militar foi acionada para registrar a ocorrência e constatou que o condutor da motocicleta não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele foi conduzido à delegacia de polícia para os devidos registros — finalizou.

Comentários
×