32ª Superminas chega ao fim com volume de negócios estimado em R$ 1,86 bilhão

Jorge Guimarães

Foi encerrada às 21h desta quinta-feira, 18, na Expominas, em Belo Horizonte, a 32ª edição da Superminas. O evento, reúne as principais empresas do segmento supermercadista e de panificação do país, é organizado de forma conjunta pela Associação Mineira de Supermercados (Amis) e pelo Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão).

Desde a abertura da Superminas 2018, na última terça-feira, 16, participantes de 650 cidades mineiras e de praticamente todos os estados brasileiros contaram com uma programação ampla, entre feira de expositores e mais de 70 eventos técnicos, como palestras, workshops, aulas show e rodadas de negócios.

Faturamento

Conforme números registrados até o momento, a projeção é que o público total chegue a cerca de 55 mil.

Com 484 expositores, a Superminas deverá totalizar R$ 1,86 bilhão em negócios concluídos durante a feira ou iniciados para posterior fechamento.

— Os resultados da Superminas 2018 são reflexos da realidade do segmento supermercadista. Apesar do cenário de mudanças políticas, o empresário está confiante na força do negócio, por isso tivemos sucesso em mais uma edição do evento — avaliou o presidente da Amis, Alexandre Poni.

Lançamentos

Como um evento que antecipa as tendências de consumo do segmento, a Superminas registrou também cerca de 350 lançamentos de produtos e serviços voltados para o varejo, especialmente o setor supermercadista e da indústria de panificação.

Pequenos produtores

Em meio ao ambiente de negócios de grande porte, havia também dois espaços de fomento aos negócios de pequenos produtores: o Circuito Mineiro de Compras Sociais (CMCS), com 40 estandes de pequenos produtores de várias regiões do estado; e o estande Origem Minas, trazido pelo Sebrae, apoiador master do evento, com produtos de empresas com certificado de origem como dos setores de cachaça, café e queijos.

Internacional

As rodadas internacionais de negócios, organizadas pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), correalizadora do evento, promoveram encontros entre representantes de oito países: Bolívia, Argentina, Espanha, Guatemala, Peru, República Dominicana e Uruguai, com cerca de 25 empresas brasileiras dos setores de alimentos, bebidas e cosméticos.

 

Comentários
×