216 presos em Divinópolis fazem Encceja

 

Ana Laura Corrêa

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) será aplicado hoje, 20, para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que desejam obter certificação do Ensino Médio. Foram aplicadas ontem, as provas para obtenção da certificação de Ensino Fundamental.

Em Divinópolis, no presídio Floramar, 216 presos se inscreveram para participar das avaliações. Já no Centro Socioeducativo da cidade, 22 adolescentes realizarão o exame, voltado para aqueles que não concluíram os ensinos, fundamental e médio na idade correta.

Exame

De 2009 até 2016, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) era uma alternativa para obtenção de diploma de ensino médio por adultos que não terminaram essa formação na idade certa. No entanto, no ano passado, por exemplo, apenas 7,7% dos inscritos nesta modalidade obtiveram o aproveitamento necessário. Diante disso, foi criado o Encceja.

As provas aplicadas hoje trazem questões de ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens e códigos e suas tecnologias e redação; matemática e suas tecnologias. A avaliação de ontem, por sua vez, incluiu conteúdos de ciências naturais; história e geografia; língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação e matemática.

Participantes

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), o exame tem o total de 73.732 inscritos, de 1.323 unidades prisionais ou socioeducativas, localizadas em 699 municípios brasileiros.

 

Comentários
×