200 mil maços de cigarros serão entregues à Receita

Rafael Camargos
A Polícia Federal em Divinópolis irá entregar para a Receita Federal os 210 mil maços de cigarros apreendidos na noite da última segunda-feira, 29, na BR-262, próximo ao trevo de Igaratinga. Um homem foi preso em flagrante por contrabando e descaminho. A idade dele não foi divulgada.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Felipe Koch Torres Baeta, mesmo com a entrega da carga, as investigações irão continuar, uma vez que durante as oitivas, o motorista informou não saber de onde vinha a carga.

— Ele alega que foi contratado para levar a carga para a cidade de São Leopoldo, mas não sabe quem seria o dono do material. A carga será devolvida para a Receita Federal e as investigações vão continuar até que a gente localize o proprietário da carga — comentou o delegado.

Droga encontrada

Segundo a Polícia Militar (PM), o motorista dirigia um caminhão carregado com 420 caixas que escondiam 21 mil pacotes de cigarros contrabandeados do Paraguai. Ao todo são 210 mil maços.

O motorista demonstrou nervosismo ao ser parado pelos policiais. Ele apresentou uma carteira de habilitação de categoria B – que permite dirigir carro, não caminhão.

Quando foi perguntado sobre a carga que levava, ele disse que era papel reciclável. Não convencidos, os policiais resolveram ver a carga.

Eles removeram a lona que escondia a carroceria e encontraram as caixas. As embalagens têm a logomarca do cigarro blitz, do Paraguai.

O motorista disse então que não sabia qual era a carga que estava sendo transportada. Ele alegou que teria assumido a condução do caminhão em um posto de combustíveis em Bom Despacho, com a missão de levá-lo ao município de Pedro Leopoldo. Para isso, acrescentou, receberia R$ 600.

Na cabine do caminhão os policiais acharam quatro celulares e R$ 710 em dinheiro. Além da carga, esses itens também foram apreendidos e levados à delegacia de Polícia Federal em Divinópolis.

 

 

Comentários
×