‘Semana do Futuro’ debate temas e abre dialogo com os jovens

Rafael Camargos 

Os Estudantes da Escola Estadual São Vicente estão tendo a oportunidade de participar desde o início do mês do projeto Global Jovem em Divinópolis. O evento é realizado em parceria com a Prefeitura Municipal, Projeto Quero Viver, as Policias Militar e Civil, Associação Comunitária Para Assuntos De Segurança Pública (Acasp), Corpo de Bombeiros e tem o objetivo de orientar os jovens sobre os problemas vividos sociedade.

Desde segunda-feira, desta semana, 16, vem sendo realizada a “Semana do Futuro”. Temas como prevenção as drogas, carreira, respeito ao próximo, estão sendo tratados em palestras ministradas como por profissionais da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), Universidade Federal de São João Del Rey (UFSJ), Vara da Infância e da Juventude, Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas (Acccom) dentre outros.

A palestra de ontem, abordou a gravidez e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) na adolescência.

Hoje, o evento recebe a palestra da Associação da Ordem dos Advogados (OAB), “Conhecendo Seus Direitos, Entendendo Seus Deveres”.

Amanhã, os estudantes terão um bate papo com representantes das igrejas, Católica e Evangélica. O frei Laércio e o pastor Wilson. Ainda no sábado, haverá a abertura da gincana solidária, e uma das atividades propostas será a arrecadação de alimentos, que serão distribuídos em três bairros da cidade e na Accom.

— É uma iniciativa que irá distribuir 30% do material arrecadado para a Acccom e 70% para três bairros e comunidades carentes da cidade — frisou o idealizador do projeto, Flávio Maciel.

Como nasceu 

De acordo com o idealizador do projeto, Flávio Marciel, a escola funcionou como piloto e o projeto deve ser levado para as outras 34 unidades de ensino público de Divinópolis.

— “A Semana do Futuro” foi planejada depois de uma conversa com o diretor da escola em que ele me apresentou os dez problemas que ele estava vivenciando na escola. Como adolescentes grávidas, uso de drogas e outros assuntos — comentou.

Ele continua dizendo que esse é um projeto que vem de uma estatística da Policia Civil Nacional.

— Conversando com os comandantes das polícias Militar e Civil e constatamos que a grande entrada  das drogas, além das ruas acontece nas escolas — finalizou.

 

 

Comentários
×