“Semana do Brasil” promete fôlego a mais ao comércio

Jorge Guimarães

Com a aproximação do fim do ano, muitos empresários já traçam as estratégias de vendas para as datas mais esperadas do comércio: a Black Friday e o Natal. Pensando nestas ocasiões, principalmente na segunda, muitos consumidores economizam durante o ano só para aproveitar as ofertas.

O governo federal lançou oficialmente na última quarta-feira, 28, a “Semana do Brasil”. A ação está programada para os próximos dias 6 e 15. Na ocasião, muitos empresários já traçam as estratégias de vendas para as datas mais esperadas do comércio, a Black Friday e o Natal. O varejo fará promoções para estimular vendas e girar estoque, principalmente para a chegada de novos itens para o Natal.

Empresas e empreendedores de todos os tamanhos e setores podem participar. Afinal, oportunidades se apresentam de várias formas diferentes e a “Semana do Brasil” pertence a todos os brasileiros. Porque, a partir de agora, setembro não será mais apenas sinônimo de dia da Independência, mas o momento da “Semana do Brasil”.

— Temos de aproveitar esta nova opção de vendas, que será sempre bem-vinda. E para conseguirmos o mesmo sucesso do ano passado, nós, da linha de frente, bem como toda a diretoria, estamos ligados nos lançamentos, e em itens que devemos focar. Assim, montamos estratégias de como engajar maior número de setores — estima o gerente de uma loja de rede nacional, Everton Amaral.

O gerente afirma ainda que o destaque das ofertas está nos produtos eletrônicos e a linha branca.

— Agora, nos resta torcer pela ótima iniciativa, para que ela seja o começo de uma nova data comercial para o varejo — disse.

Comentários
×