É preciso entender

É preciso entender

Se tem algo que os políticos estão acostumados a fazer durante suas campanhas são discursos sensacionalistas e apaixonados. Em algumas ocasiões, nesses pronunciamentos, atacam aqueles que já estão no poder e poderão ser, futuramente, seus “colegas” de trabalho. Na maioria das vezes, os ataques gratuitos são aplaudidos pelo povo, que acredita, enfim, ter encontrado o seu tão sonhado e procurado herói. As eleições passam, os representantes do povo são escolhidos e, após serem eleitos, mudam de postura e começam a trabalhar de forma conjunta com aqueles que – se reeleitos – foram alvos de ataques, muitas vezes injustos. Divinópolis, é claro, tem seus exemplos. O mais escancarado deles é o caso de alguns novatos políticos, eleitos no ano passado, e do deputado federal, Domingos Sávio (PSDB).

Durante a campanha no ano passado, vários parlamentares disseram diversas vezes que a cidade não teve políticos por mais de 30 anos. As falas, obviamente afetaram diretamente Domingos Sávio, que, além de deputado federal, já foi deputado estadual e prefeito da cidade. Precisou que eles fossem eleitos para conhecer e entender a política da cidade e reconhecer o trabalho que o parlamentar faz pela cidade há anos. As declarações de reconhecimento e gratidão do deputado pelo trabalho executado no Município, que antes eram feitas apenas nos bastidores, ganharam destaque nesta semana, ao serem feitas publicamente, por exemplo, pelo prefeito Gleidson Azevedo (PSC). Durante uma visita a parte das obras do PAC Saneamento, o prefeito enalteceu Domingos Sávio e afirmou – com todas as letras – que o parlamentar era um dos políticos mais injustiçados de Divinópolis.

Falou ainda que Domingos Sávio foi o político que mais viabilizou recursos e obras estruturantes para a cidade e desejou “vida longa” à parceria, que, segundo o chefe do Executivo, reflete em muitos benefícios para a população. A atitude do prefeito é louvável, pois atualmente o que mais se vê são políticos se atacando, em uma total demonstração de falta de respeito com o próximo, com o povo que os elegeu e de responsabilidade com a função ao qual foram eleitos para cumprir. Ataques gratuitos entre a “classe”, além de demonstrar essa falta de respeito e responsabilidade, mostram apenas que os ditos representantes do povo estão somente trabalhando em prol de si mesmos, e que o povo está em último lugar. 

A parceria entre Domingos Sávio e Gleidson Azevedo mostra não só apenas a maturidade de ambas as partes, mas também que os dois trabalham juntos por um propósito: trazer benefícios para a população. Atuando dessa maneira, o povo só tem a ganhar. O desejo do lado de cá é que isso se torne exemplo Brasil afora, porque o que o país precisa neste momento são soluções, pois problemas e gente para complicar, ainda mais qualquer tipo de situação, tem para todo lado. O desejo é que a cidade cresça, se desenvolva e que a cada dia mais pessoas e trabalhos feitos em prol da cidade sejam valorizados, pois o que todos querem é mais ação e menos falação, ataques gratuitos e sensacionalismo.

 

Comentários
×