“PEGAR COM A BOCA NA BOTIJA"

Elmo Fernandes 

“PEGAR COM A BOCA NA BOTIJA", termo usado quando se surpreende alguém fazendo alguma coisa errada. A palavra botija, de origem espanhola, é empregada para definir vasos nos quais eram armazenados vinho e água. Como alguns tinham gargalo fino, serviam também para esconder itens valiosos, como moedas. Assim, "pegar com a boca na botija" vem do fato de alguém (um ladrão, um escravo, um filho arteiro) ser pego bisbilhotando o tesouro alheio. Vários nomes ilustres da literatura brasileira já utilizaram a expressão. Em 1854, Manoel Antônio de Almeida anotou em Memórias de um Sargento de Milícias: "cercou o major a casa e apanhou tudo, como se costuma dizer, com a boca na botija".

 

CURIOSIDADES
NÃO CONFUNDA!!

REFLEXÃO DA SEMANA 

“A água que não corre forma um pântano; a mente que não pensa forma um tolo.”
(Autor desconhecido)

REFLEXÃO BÍBLICA 

“O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza
e o meu libertador;
o meu Deus é o meu rochedo,
em quem me refugio.
Ele é o meu escudo e o poder que me salva,
a minha torre alta.”  Salmos 18:2

 

RIA... POR FAVOR!!!

 

O AMOR ESTÁ NO AR...
Os namorados:

— Se você fosse o dono da lua, me daria metade dela?

— Claro que sim, minha querida...

— E se o céu fosse seu, daria um pedaço enorme só pra mim?

— Certamente, amor...

— E se você tivesse 1000 alqueires de terra, me daria 500?

— Isso não!

— Por quê? — perguntou a namorada, decepcionada.

— Porque eu tenho 1000 alqueires de terra.

FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!!

DAS PÉROLAS DE MINAS...

Um caipira chega à casa de um amigo que está vendo TV e pergunta:
— E aí, firme?
O outro responde:
— Não, futebor.

MÁXIMAS DO PROFESSOR CARLINHOS

  • Uma adolescente sapeca passeando com o namoradinho pela rua daquela cidade, num local ermo:
    — Luizinho, quer ver onde fiz minha operação de apendicite?
    — “Nein vê” — detesto hospitais!
  • A continuar essa carestia geral e desenfreada, pobre tende-se a desaparecer.
  • Pedrinho, custoso, que só vendo, foi se confessar:
    — Padre... Cometi um pecado: joguei uma pedra em um velhinho.
    — Meu filho... Não pode fazer isso não. Você errou...
    — Não padre, acertei!

 

Comentários
×