‘Pancadão’ reúne 150 pessoas

Da Redação

Mesmo em período crítico de pandemia, dezenas de pessoas desobedeceram normas em vigência de enfrentamento ao coronavírus e se aglomeraram em um sítio para uma festa conhecida como “pancadão”.  Cerca de 150 pessoas foram flagradas pela Polícia Militar (PM) em um sítio na madrugada deste domingo, 17, no distrito de São José dos Salgados, em Carmo do Cajuru.

Incomodados com o barulho intenso e preocupados com o atual momento,  vizinhos ao local fizeram uma denúncia à PM que trabalha no posto da Polícia Militar Rodoviária na MG-050, que solicitou reforços do 23º Batalhão. Em conjunto, montaram uma operação para a abordagem dos frequentadores. Como se não bastasse a realização evento fora de todas as normas, especialmente as atuais, ao chegarem  ao local, os militares foram recebidos com vaias e objetos lançados contra eles. Quatro pessoas foram presas, uma por desacato a autoridade, outra por uso de droga.  O organizador do evento e outro por estarem armados com um revólver.

Desmanche 

Já na manhã de sábado, 16, a PM recebeu, por meio do 180, denúncia de desmanche ilegal de carros. Na chegada ao local, a equipe encontrou três suspeitos, que tentaram fugir. Um deles foi preso. No local, foram identificados pelo menos 12 veículos, além de 36 centralinas, indicando grande quantidade de carros desmanchados no espaço. Dentre eles havia um VW/Gol, de cor branca, que foi utilizado recentemente em uma ação de quadrilha de explosões de caixas eletrônicos, ocorrido no município de Pedralva, Sul de Minas, além de quatro artefatos explosivos.  Segundo a polícia, os operadores do desmanche possuíam fortes ligações com quadrilhas especializadas em explosões de caixas eletrônicos.

Materiais 

A perícia técnica da Polícia Civil (PC) esteve no local para realização de trabalhos. O autor preso foi conduzido à delegacia juntamente com os materiais localizados. As diligências para identificar outros  envolvidos prosseguem.

Comentários
×