“É o cara”

Preto no Branco 

O secretário nacional de Saneamento Pedro Maranhão, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Regional,  estará em Divinópolis amanhã. Ele virá para assinar a ordem de serviço nas obras do programa PAC Saneamento que beneficiará bairros da cidade esquecidos há mais de uma década. Os recursos são no valor de no valor de R$ 16 milhões viabilizados por meio do deputado  de Domingos Sávio (PSDB). De quebra ele fará um tour ao local da obra no bairro Terra Azul. Pedro Maranhão é nome no atual no País no Novo Marco do Saneamento, que vai vai garantir a milhões de brasileiros acesso aos serviços de tratamento de água e esgoto. Então, além da boa notícia do início das melhorias, moradores da região terão uma visita para lá de especial. 

O tiro saiu...

As convenções se aproximam, fim deste mês, quando se define realmente quem serão os candidatos no próximo pleito. Antes dela, muita agitação nos bastidores – o que é de praxe em ano eleitoral – e muita especulação em torno dos nomes. Intensa também, mesmo que de forma disfarçada, é a campanha liderada pelos vídeos. Além dos quatro cantos da cidade, os pré-candidatos gravam situações que consideram pertinentes em cidades da região. Foi o que fez, na última semana, o pré-candidato a vereador Eduardo Azevedo (PSC), irmão do deputado Cleitinho (CDN), só que não saiu como ele esperava. Foi a Nova Serrana, onde mostrou galpões vazios que supostamente teriam sido adquiridos pela Prefeitura daquela cidade para incentivar empresários na abertura de negócios. O problema é que eles são de propriedade particular e os donos ficaram “butina” com a exibição dos seus imóveis. Que sirva de lição, neste vale tudo pela eleição. 

Com quem eu vou?

A disputa para se chegar ao nome de quem será o candidato também é acirrada. O ex-deputado Fabiano Tolentino (CDN), que já descartou aliança com Marquinho Clementino (Republicanos), este já lançou candidatura própria, vai fechar mesmo com a família Martins.  Ainda não se sabe se cabeça de chapa ou vice. Tudo vai depender de uma pesquisa prestes a sair. O resultado definirá se o ex-deputado Jaime Martins sairá a prefeito e Tolentino a vice ou se Bruce Martins entra na jogada. Se assim for, provável que Bruce seja o vice. O certo é que dois destes três formarão a dupla na disputa pela principal cadeira do Município.

Viva as mulheres 

Enfim, elas – para quem a Justiça Eleitoral precisou estipular cotas – serão valorizadas nestas eleições. A maior parte dos candidatos a vereadores em Divinópolis na chapa da pré-candidata a prefeita Laiz Soares (SD) é formada por mulheres. E não para por aí: muito provável que sua vice também seja mulher. Nomes ainda são estudados e pode vir surpresas por aí. Laiz lançou sua pré-candidatura no último sábado, 1°, com participações de lideranças políticas de expressão nacional e um apoio fantástico, especialmente de pessoas mais jovens. O que não causou surpresa, sendo Laiz engajada em diversas causas que envolvem este público e, apesar de muito jovem, tem uma bagagem surpreendente. O que falta mesmo são as mulheres corresponderem a esta supervalorização. 

Se garantiram  

Antes de Laiz, concorrentes já haviam confirmado seus nomes para a disputa à Prefeitura. Sargento Elton (Patriota) e Fernando Malta (PL), Marquinhos Clementino e Wagno Ribeiro, e Will Bueno (PP) – como Laiz, também a definir seu vice – já lançaram suas candidaturas. Os demais pretendentes – Iris Moreira (PDT), o atual prefeito Galileu Machado (MDB), Fabiano Tolentino, Heloísa Cerri (Avante) – devem fazer o mesmo no decorrer deste mês. O certo é que, se assim permanecer, mais uma vez, a cidade terá muitas candidaturas, como nos processos anteriores. Tomara que não, sob o risco de mais uma vez haver a polarização dos votos. Fato que beneficia apenas uma candidatura. Tem muita gente torcendo para este desfecho, porém terão que aguardar pelo menos mais uns 20 dias. Calma, pessoal, o tempo está passando muito rápido.

Nova postura 

Dentro desta movimentação política, a Câmara retoma amanhã as reuniões ordinárias. E, mesmo com a corrida eleitoral, o que se espera nestes últimos meses neste restante de mandato é uma nova postura no Legislativo. O que não faltaram – especialmente neste ano – foram reclamações sobre a forma de agir dos vereadores. Quem acompanha o trabalho na Casa afirma ser nítida a preocupação de boa parte deles apenas com a reeleição. Sinceramente? Não precisa ser expert em política para constatar isso. Os discursos na Tribuna e os vídeos que o digam.

Comentários
×