'Minas Veste Brasil' é aposta do mundo da moda

 

Jorge Guimarães

A crise econômica está diminuindo e bons ventos sopram para que o país retorne seu curso de crescimento. É o que boa parte dos empresários espera. Divinópolis sempre foi considerada a capital da moda teve que se reinventar para movimentar a moda na cidade. E uma das maneiras de alavancar o setor são as feiras oportunidade em que o país conhece o que é produzido na cidade. Neste sentido, a diretoria do Sindicato da Indústria do Vestuário de Divinópolis (Sinvesd) tem no Minas Veste Brasil (MVB) uma das ferramentas para fomentar o setor.

E a cada edição, se espera mais uma vez alcançar e superar cada vez mais os números que crescem a cada ano. Assim, na última MVB realizada em agosto passado, participaram mais de 60 empresas, com cerca de 300 compradores de todo país, com participação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs). Com as estimativas apontando para mais de 90 mil peças vendidas e negócios realizados acima de R$ 6 milhões. 

Inverno

É o que visa a 8ª edição do Minas Veste Brasil (MVB), com os lançamentos da coleção Outono/Inverno, que já está com seu cronograma alinhado e acontece entre os próximos dias 9 e 10 de março, no Hotel Manaíra, em João Pessoa/PB, ao contrário dos anos anteriores, quando foi realizada em terras mineiras. Sendo os expositores, num total de 26 empresas, mostrando os segmentos da moda feminina, masculina, plus size e acessórios. Já a 9ª edição do MVB, a confirmar, está prevista para ser em Divinópolis entre os dias 17 e 18 de agosto no Espaço Da Vinci.

Fôlego

E o ganho de força para o futuro veio após o governador Fernando Pimentel (PT) aprovar a lei 22895 que institui o polo da moda e confecção de Divinópolis, assim a região passa a ser oficialmente reconhecida como uma potência do setor de vestuário estadual.  Já as próximas feiras poderão vir com novos respaldos, pois com a decisão, o governo se compromete a investir no setor com ações de capacitação, promover o desenvolvimento e técnicas da indústria têxtil, divulgação, implementos de sistemas de informação, assim como liberar recursos e discutir linhas de créditos.

 

 

Comentários
×