“Menina Veneno” retrata a década de 80

Jorge Guimarães

A estreia nacional da comédia "Menina Veneno" já tem data. Apresentado pela Cooperativa de Teatro, o espetáculo, ambientado na divertida década de 80, terá sua primeira apresentação para o grande público neste domingo, 16, às 20h no Teatro Gravatá.  

A Cooperativa fez uma larga pesquisa sobre os costumes e hábitos dos anos 80, desde gírias e manias até músicas e figurinos. Ombreiras, saias balonê, rock'nroll, luz neon, Fofão, etc, tudo pra fazer um espetáculo muito engraçado que retrata o fim da ditadura militar e a abertura democrática.

Espetáculo

 O "Menina Veneno" conta as peripécias de duas mocinhas que fazem tudo pra se casar, mas os rapazes sempre fogem. O texto de Gláucio Gil teve livre adaptação feita pelo diretor Fabrício Ribeiro, a trilha sonora, fundamental no espetáculo, é tocada por uma vitrola da época e foi criada especialmente para o  espetáculo.

Adereços 

A cenografia veio de pesquisa sobre o mobiliário da época e é assinada pelo cenógrafo Klender Pedro. Já os figurinos e adereços vieram de garimpo em brechós da cidade e tem a parceria das figurinistas Beatriz Santos e Sirlen Borges sob a direção de arte de Rhenata Santana.

Caricatura

A caricatura de divulgação do espetáculo, onde a mocinha "envenena" o namorado, foi criada pelo caricaturista Ricardo Welbert. O elenco é composto pelos atores profissionais Robert Fernandes e Fabrício Ribeiro acompanhados das atrizes Anna Alves e Paula Oliveira com a participação especial de Gilsimar Vaz.

Ingressos

Para dar boas risadas nesta estreia basta adquirir os ingressos antecipados com desconto na Boutique do Livro e acompanhe as ações culturais da Cooperativa nas redes sociais.

Comentários
×