‘Memorial Miranda Coelho’ traz acervo da família

Exposição conta parte da história dos campeões da natação

Jorge Guimarães

A família Miranda Coelho escreveu seu nome na história do esporte especializado na cidade. Pensando em preservar esta memória e parte da história do esporte de Divinópolis, em especial a natação no Divinópolis Tênis Clube (DTC), a Biblioteca Pública Ataliba Lago, de 4 a 29 de maio de 2020, apresenta a exposição “Memorial Miranda Coelho”, com um acervo de fotos, textos, crônicas, medalhas, troféus e placas.

Projeto

O projeto tem por objetivo resgatar a trajetória e a saga da família Miranda Coelho – especialmente Sérgio, André Luiz, Sheila, Jair e Jairo Miranda –, que se dedicou à natação, um esporte no qual, em períodos distintos, a cidade de Divinópolis manteve a sua excelência.

— Nas décadas de 1970 e 1980, o DTC conquistou o título de “melhor equipe de natação do interior do estado de Minas Gerais”.  E, como tal, torna-se importante salientar que estas conquistas nunca alcançaram grande visibilidade, em especial para as novas gerações. Para tanto, a Ataliba Lago foi o espaço reivindicado e escolhido por apresentar estatísticas favoráveis da presença de estudantes jovens. E eles precisam mesmo é de inspiração. Esta iniciativa poderá despertar no público alvo a possibilidade de resgatar esse tempo glorioso de conquistas relevantes para a história do esporte em Divinópolis e região — avaliou o idealizador do memorial, Fernando Gontijo Camilo.

Família de campeões

São muitas as conquistas, inúmeros, os títulos e incontáveis medalhas adquiridas nas competições em que a família Miranda Coelhos participava.  Quem frequentava a casa do senhor Alaor Pio Nunes Coelho e de dona Nita Miranda Coelho se recorda muito bem de uma parede, existente na sala de entrada, com mais de 3 mil medalhas fixadas. Isso sem falar nos troféus e placas recebidos em cerimônias realizadas para homenageá-los.

Comentários
×